Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sábado, 18 de setembro de 2021

Geral

Grupos de caminhoneiros pró-Bolsonaro fecham trechos de rodovias baianas, em mais um dia de protestos

09 de Setembro de 2021 | 09h 29
Ouvir a matéria:
Grupos de caminhoneiros pró-Bolsonaro fecham trechos de rodovias baianas, em mais um dia de protestos
Foto: Reprodução

Caminhoneiros protestam em cinco trechos de rodovias federais na Bahia, na manhã desta quinta-feira (9). Desde ontem (8), grupos pertencentes à categoria fecham vias. A situação em similar em, pelo menos, 16 estados.

De acordo com o portal de notícias Correio, as manifestações têm por objetivo apoiar pautas promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro, a exemplo do voto impresso, tema já derrotado no Congresso Nacional, e da oposição ao Supremo Tribunal Federal (STF).

FSA - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que, na altura do KM 417, ponto da BR-116, em Feira de Santana, 100 manifestantes fecham o sentido decrescente da via. Apenas veículos pequenos estão conseguindo passar. Outro protesto está em curso na altura do KM 421 da mesma rodovia. O trecho está localizado no bairro Cidade Nova. Os caminhoneiros bloqueiam os dois sentidos da pista.

Ainda conforme o Correio, na BR-101, em Eunápolis, Sul da Bahia, também há manifestação. Os caminhoneiros contam com o apoio de fazendeiros locais para bloquear o KM 713,7, localizado em frente ao posto Desejo. No local, há uma faixa e uma barricada de pneus foi erguida. No KM 920 da mesma rodovia, trecho que compreende o município de Nova Viçosa, 60 pessoas fecharam a via. O protesto ocorre de maneira pacífica. O grupo impede a passagem de caminhões que não levam cargas vivas.

Na BR-349, em Correntina, um grupo de pessoas se organizou em protesto no Posto Xorroxó. A via, no entanto, não foi bloqueada. Segundo o Correio, nenhum dos protestos ocorre com o apoio das entidades que representam os caminhoneiros. Os atos partem de motoristas que integram grupos de apoiadores de Bolsonaro.

liberação - O presidente da República gravou um áudio pedindo aos manifestantes que liberem as estradas do país. Na gravação, ele diz que a ação "atrapalha a economia" e prejudica toda a população. "Fala para os caminhoneiros aí, que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação e prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres. Então, dá um toque nos caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade. Deixa com a gente em Brasília, aqui e agora. Mas não é fácil negociar e conversar por aqui com autoridades. Não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte, aqui, e vamos buscar uma solução para isso, tá ok? E aproveita, em meu nome, dá um abraço em todos os caminhoneiros. Valeu", solicitou Bolsonaro.

De acordo com o Correio, a autenticidade do áudio foi confirmada pelo ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.



Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje