Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 03 de maro de 2024

Brasil

Região Norte registra sismo de 6,6 graus, maior tremor de terra da história do Brasil

21 de Janeiro de 2024 | 12h 09
Região Norte registra sismo de 6,6 graus, maior tremor de terra da história do Brasil
Foto: Reprodução/Internet

A Região Norte do Brasil registrou, neste sábado (20), o maior tremor de terra da história do país. Com 6,6 graus na Escala Richter, o terremoto, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos, ocorreu às 18h31, no horário de Brasília.

De acordo com a Agência Brasil, embora o órgão norte-americano informe que o abalo sísmico ocorreu em Tarauacá, no Acre, as coordenadas exatas do tremor apontam para uma área isolada em Ipixuna, no Amazonas.

Até o momento, não há registro de danos, porque, conforme geólogos especializados no assunto, o abalo ocorreu a 614,5 quilômetros de profundidade, condição que permitiu a dissipação da energia. Eles destacaram que, nestas circunstâncias, dificilmente um tremor chega a ser sentido pela população.

No dia 7 de junho de 2022, outro sismo, de 6,5 graus, foi registrado em Tarauacá, no Noroeste do Acre. O tremor foi o segundo maior ocorrido no território nacional, mas também não deixou vítimas, nem provocou danos materiais.

A ocorrência deste tipo de fenômeno costuma ocorrer na região por causa da proximidade com a Cordilheira dos Andes, uma das zonas com maior atividade sísmica do planeta.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos, nos últimos 45 anos, foram registrados cerca de 96 tremores de terra, em um raio de 250 quilômetros de Tarauacá. Nenhum dos terremotos causou consequências graves.

Conforme a Agência Brasil, até o momento, nem o Governo do Acre, nem a Prefeitura Municipal de Tarauacá se manifestaram a respeito do evento. Antes das ocorrências no município acreano, o maior abalo sísmico da história do Brasil tinha sido registrado na região da Serra do Tombador, em Mato Grosso, no dia 31 de janeiro de 1955. O fenômeno alcançou 6,2 graus na Escala Richter.



Brasil LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

Charge do Borega

As mais lidas hoje