Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 02 de dezembro de 2021

Mundo

Europa deve ter mais 700 mil óbitos até março, alerta OMS

23 de Novembro de 2021 | 15h 59
Ouvir a matéria:
Europa deve ter mais 700 mil óbitos até março, alerta OMS
Foto: GOVBA

A Organização Mundial da Saúde (OMS), alerta que caso a tendência atual se mantenha, mais de 700 mil pessoas podem morrer em Europa até março de 2022 devido a pandemia da Covid-19. Com isso, o número acumulado de óbitos deve aumentar de 1,5 para 2,2 milhões.

As projeções da OMS sugerem que dos 53 Estados da Europa e da Ásia Central que a organização do sistema das Nações Unidas avalia, 25 países da região europeia correm o risco de registar falta de leitos hospitalares e 49 deles terão, até março do próximo ano, uma situação de grande ou extrema sobrecarga dos serviços de cuidados intensivos. O comunicado foi divulgado nesta terça-feira (23).

Entre as medidas para o controle da doença estão o uso de máscaras de proteção individual em espaços fechados, a higienização das mãos, a ventilação dos espaços, a manutenção do distanciamento físico ou o hábito de cobrir a boca com o antebraço ao tossir. Para a OMS, estes gestos ajudam a evitar tragédias desnecessárias e perdas de vidas, além de limitarem os transtornos na sociedade.

A organização defende ainda a combinação dessas medidas com intervenções de saúde pública, como a implementação do certificado Covid-19 - documento que comprova que a pessoa foi vacinada ou fez um teste com resultado negativo nas 48 horas anteriores -, o isolamento de quem tem sintomas, a realização de testes de rastreio e a aplicação de quarentenas.

A Organização Mundial destaca que a região europeia continua muito vulnerável à pandemia.

A rápida transmissão do novo coronavírus se deve, segundo a organização, a fatores como: o domínio da variante Delta, que é mais contagiosa e perigosa, a flexibilização das restrições em todos os países, a queda nas temperaturas e o consequente aumento de reuniões em espaços fechados e o grande número de pessoas ainda não vacinadas.

FONTE: Bahia.ba



Mundo LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje