Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 14 de junho de 2021

Emanuela Sampaio

Transformando lares em refúgios

08 de Junho de 2021 | 17h 17
Ouvir a matéria:
Transformando lares em refúgios
Mariana Cumming / Foto: Rodrigo Melo


Pandemia faz com que ambientes tradicionais sejam transformados em espaços para desenvolvimento de hobbies e afins.

A pandemia do novo coronavírus fez com que muitos tivessem um novo olhar para com as suas residências. E não estamos falando apenas de home office ou espaços para estudos, cada vez mais encontramos pessoas que transformaram ambientes em locais para o desenvolvimento de hobbies como ateliês, salas de meditação, dentre outros. A ideia é dar uma nova roupagem e utilidade para um cômodo, seja pela saída de um filho de casa ou a não utilização do espaço como inicialmente desejado. "As pessoas tiveram que se reinventar e praticar os seus hobbies em casa, por conta do isolamento social, fazendo com que a demanda por um espaço específico para tal finalidade fosse uma necessidade. Então porque não transformar o que já se possui e não está sendo utilizado?", indaga Mariana Cumming, designer de interiores. Com vasta experiência com o público de 50 +, Mariana sinaliza que a maioria dos seus clientes tem investido na criação desses espaços devido à pandemia, mas acredita que mesmo após o final do isolamento social, a ideia continuará sendo adotada. "Hoje eles fazem isso por questão de segurança e saúde, mas já identificam benefícios como praticidade, personalização e economia ao optarem por desenvolver seus hobbies nas suas próprias residências", ressalta. O que tem se notado é uma visão mais criativa sobre os lares, além de um maior aproveitamento de espaços e criação de áreas que comportam as paixões, anseios e atividades dos proprietários. "Tal mudança é capaz de transformar a relação que temos com nossas casas e realizarmos atividades que nos proporcionam lazer e contribuem com a nossa saúde mental na segurança das nossas casas com a comodidade e o conforto que só elas têm", frisa a designer de interiores.



Emanuela Sampaio LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje