Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 14 de junho de 2021

Saúde

Butantan envia mais 1 milhão de doses de CoronaVac ao PNI; 42,05 milhões já foram entregues

06 de Maio de 2021 | 10h 28
Butantan envia mais 1 milhão de doses de CoronaVac ao PNI; 42,05 milhões já foram entregues
Foto: Reuters/Amanda Perobelli

O Instituto Butantan envia, nesta quinta-feira (6), um lote de mais 1 milhão de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde. O fármaco desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac vem sendo produzido no Brasil pelo centro de pesquisas, que é vinculado ao Governo do Estado de São Paulo.

De acordo com a Agência Brasil, desde o mês de janeiro, o Butantan entregou 42,05 milhões de doses do imunizante ao Plano Nacional de Imunização (PNI), que responde pelo planejamento, coordenação e logística de distribuição das vacinas contra a Covid-19 em todo o país.

No último dia 19, o instituto recebeu mais uma remessa de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima necessária à produção de novas doses da vacina contra o novo coronavírus. Com um atraso de 13 dias, o carregamento contendo 3 mil litros de IFA - quantidade suficiente para elaborar 5 milhões de doses da CoronaVac - veio de Pequim, capital chinesa, transportado pela companhia aérea Turkish Airlines, e desembarcou no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

De acordo com o Butantan, que é responsável pelo envase, rotulagem, embalagem e inspeção de qualidade do imunizante, o insumo já foi processado e novas doses do antígeno começarão a ser liberadas a partir desta sexta-feira (7). Com isso, o centro de pesquisas espera completar as 46 milhões de doses referentes ao primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde.

Conforme a Agência Brasil, o orgão ainda está negociando com a Sinovac o envio de mais um lote de 3 mil litros de IFA. "O Butantan trabalha para entregar mais 54 milhões de doses para a vacinação dos brasileiros até o dia 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades contratadas, até agora, para a campanha contra a Covid-19", afirmou o instituto.



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje