Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 06 de maio de 2021

Saúde

Infectologista destaca a importância de manter uso de máscaras e higiene das mãos para evitar a Covid-19

03 de Maio de 2021 | 11h 40
Infectologista destaca a importância de manter uso de máscaras e higiene das mãos para evitar a Covid-19
Foto: Jorge Magalhães

Mais de um ano se passou desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020. E tão longo período de convivência com um inimigo invisível faz com que, muitas vezes, a população naturalize a coexistência com a doença e relaxe os cuidados preventivos. Mas isto não pode acontecer. Quem alerta é a infectologista Melissa Falcão, coordenadora do Comitê Gestor Municipal de Controle ao Coronavírus de Feira de Santana.

Conforme a médica, as pessoas não podem dispensar o uso de máscaras nem deixar de realizar, constantemente, a higienização das mãos, afinal, o vírus causador da Covid-19 é perigoso e, só no Brasil, já ceifou mais de 400 mil vidas. "O uso da máscara é indispensável, principalmente onde não é possível manter uma distância mínima de outras pessoas. Além disso, a higiene das mãos deve ser feita com água e sabão, quando possível. Já o álcool deve ser usado sempre que a pessoa não puder lavar as mãos", orienta.

Segundo Melissa Falcão, outras medidas de proteção continuam sendo essenciais para a diminuição da transmissão do vírus, como o distanciamento social de, no mínimo, dois metros.

A infectologista ressalta que, para diagnosticar a doença, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana (PMFS) descentralizou a realização do exame RT-PCR, que analisa amostras de secreção nasal ou oral, sendo 99,8% seguro. Agora, é possível realizá-lo em 14 locais: sete policlínicas, duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), quatro unidades de saúde e um drive-thru, localizado na sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

As unidades de saúde localizadas no Centro Social Urbano (CSU) e Rua Nova/Barroquinha atendem por ordem de chegada, das 8h às 12h. No turno da tarde, é possível realizar o exame na Unidade de Saúde da Família (USF) Corredor dos Araçás e Liberdade I, II e III, das 14h30 às 17h.

A ampliação do acesso, diz a gestora, proporciona mais agilidade no diagnóstico das pessoas com sintomas suspeitos. Ela lembra que a transmissão ocorre de uma pessoa contaminada a outra, por meio de gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato próximo ou aperto das mãos, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Melissa Falcão orienta que, caso esteja com sintomas compatíveis com a Covid-19, como febre, tosse, dor de garganta e/ou coriza, com ou sem falta de ar, a pessoa deve procurar, imediatamente, a unidade de saúde mais próxima, para realizar o exame. Esta celeridade é importante, sobretudo, no caso de pessoas idosas ou portadoras de doenças crônicas, uma vez que o risco de óbito é maior nesses pacientes.

Vale salientar que o período de sintomas determina qual exame será realizado. Todas as orientações para isolamento domiciliar, cuidados respiratórios e outros serão prestados na própria unidade de saúde.

É importante lembrar, ainda, que as máscaras não devem deixar de ser usadas por quem já teve a doença, já que há casos de reinfecção, e também por quem já está vacinado, uma vez que os imunizantes protegem contra formas mais graves da doença, mas não impedem a transmissão do vírus.



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje