Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 29 de outubro de 2020

Esporte

Soares aposta em Kieza, Alex ‘Glória’ e Biancucchi para voltar a vencer

29 de agosto de 2015 | 13h 47

Às 21h, contra o lanterna Mogi Mirim, técnico monta time ofensivo para voltar ao G-4

Soares aposta em Kieza, Alex ‘Glória’ e Biancucchi para voltar a vencer

O trio formado por Kieza, Léo Gamalho e Maxi Biancucchi foi a grande sensação do Bahia no início da temporada. A maioria dos gols da equipe era dividida entre os três atacantes e o apelido de KGB por pouco não virou marca de camisa no clube, ideia pretendida, porém não executada pela diretoria.

A queda de rendimento e a posterior saída de Léo Gamalho acabaram com as esperanças do trio reaparecer. No entanto, fazendo um pouquinho de esforço, dá pra conceder uma segunda chance à nova formatação da trupe, que agora conta com Alexandro, ou como ele mesmo se intitula, “Alex Glória”.

A brincadeira se torna possível a partir do momento que o técnico Sérgio Soares pensa em reaver o sistema com três jogadores de frente. Apesar de ter atuado juntos contra o Sport, o posicionamento de Kieza e Alexandro comprometeu o tradicional 4-3-3.

Hoje, às 21h, contra o lanterna Mogi Mirim, na cidade de mesmo nome no interior paulista, Soares aposta na força ofensiva da equipe para voltar ao G-4. O tricolor está em quinto, com os mesmos 34 pontos do Sampaio Corrêa, quarto colocado que hoje visita o Macaé.

“Temos que buscar a classificação e proximidade do primeiro colocado. Eu gosto muito de trabalhar com três homens de frente que têm característica ofensiva, mas se precisar trabalhar com um homem de meio que tem chegada posso usar também”, disse Sérgio Soares.

O comandante tentou desconversar, mas no treino de ontem pela manhã, no Fazendão, testou Maxi, Kieza e Alexandro no ataque. Se “Glória” tem apenas dois gols na temporada, Maxi e Kieza seguem como artilheiros do time com 14 e 18 gols respectivamente.

Apesar da traumática eliminação na Copa Sul-Americana, Soares acredita que não há mais tempo para lamentar. “Temos que nos recuperar rapidamente para retomar o caminho da Série B. Não queríamos ter saído, mas nosso maior objetivo agora é a Série B. Importante ter conversas, reuniões, para buscar algo positivo dentro de tudo que aconteceu para entrar recuperado emocionalmente”, afirmou, garantindo a produtividade das reuniões internas que ocorreram logo após a goleada por 4x1 para o Sport.

O grande mistério de Sérgio Soares para o jogo de hoje está no meio-campo. No trabalho que realizou, ele colocou 12 jogadores no considerado time titular. Tiago Real foi o extra. Ele, Souza, Pittoni, Gustavo e Yuri brigam por três vagas. A tendência é que Pittoni, Gustavo e Souza formem o meio.

Problema na defesa 

Com Robson suspenso, Adriano e Cicinho machucados, Soares terá que modificar o sistema defensivo novamente. Apesar de não ter utilizado Hayner na Ilha do Retiro, Sérgio já considera dar uma nova chance ao garoto. “Do lado direito, como é um jogo que temos que sair um pouco mais, que também tem peso, mas não tanto quanto o último, Hayner passa a ser uma opção”.

Para formar a dupla de zaga com Jailton, há três candidatos: Thales, Gabriel Valongo e Ewerton, que ainda não estreou. No treinamento de ontem, a opção foi por Thales, dessa vez atuando na sua posição de origem.

Outro que retorna à equipe é Vitor. Titular da lateral esquerda tricolor, o garoto havia sido poupado do jogo no Recife, mas treinou entre os 11 durante toda a atividade e está garantido no lugar de Marlon, que vem de péssima atuação.

FONTE: Correio



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje