Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 09 de julho de 2020

Geral

Políticas públicas e qualidade de vida para população do campo são foco da SDR

10 de fevereiro de 2015 | 14h 30
Políticas públicas e qualidade de vida para população do campo são foco da SDR
Criada na gestão do governador Rui Costa, em janeiro deste ano, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) apresentou as diretrizes e o planejamento estratégico da gestão para 2015, até 2018, em evento na manhã desta terça-feira (10), no auditório da Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). O planejamento tem o enfoque na mudança de vida dos quatro milhões de baianos que vivem no meio rural e o objetivo é criar políticas públicas para atender às necessidades específicas dessa parcela representativa da população do estado. 
 
Na presença de secretários estaduais e representantes dos diversos movimentos sociais e articulações da comunidade rural, o chefe de gabinete, Ivan Fontes, apresentou as estratégias para atender o interior do estado como a criação de pequenas estruturas locais, com envolvimento do estado e das prefeituras como os Serviços Territorial e Municipal de Apoio à Agricultura Familiar (Setaf e Semaf).
 
“Estamos empenhados para desenvolver, com celeridade, essas estruturas e atender um maior número de pessoas, mas também atentos às dificuldades que os pequenos municípios e as administrações das cidades já enfrentam no interior do estado”, explicou Fontes. 
 
De acordo com o titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, o principal desafio da nova secretaria é organizar as políticas públicas para fazê-las chegar a todo estado, em assistência técnica, agroindústria, tudo voltado para a elevação da renda da agricultura familiar. “O primeiro tema é o acesso a terra, através da reforma agrária e da regularização fundiária, além de incentivar a geração de água para produção”.
 
Os movimentos sociais apoiaram a iniciativa da criação da secretaria e esperam que as demandas da categoria recebam atenção especial, como afirmou o representante da Articulação do Semi-Árido Brasileiro, Neidson Batista. “Essa secretaria é um sonho que começa a se concretizar. Um sonho de instância específica para cuidar e buscar viabilizar a agricultura familiar em suas várias dimensões, no crédito, do acesso a terra, da participação social”. 


Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje