Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, tera, 28 de novembro de 2023

Segurança

Justiça absolve idoso de 100 anos que matou homem a tiros, em Salvador, após presenciar briga de casal

17 de Novembro de 2023 | 09h 26
Justiça absolve idoso de 100 anos que matou homem a tiros, em Salvador, após presenciar briga de casal
Foto: Reprodução/Redes sociais

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) decidiu, na última terça-feira (14), pela absolvição do de um réu idoso que matou um homem a tiros, no dia 22 de agosto de 2021, no bairro Dois de Julho, em Salvador, após vê-lo brigando com a esposa. Emiliano Melo dos Santos, hoje com 100 anos, tinha 98 na ocasião do incidente.

Conforme a deliberação judicial, o acusado, que foi policial militar, matou Welton Lopes Costa, de 34 anos, em legítima defesa. No entendimento do juiz, Emiliano Melo dos Santos respondia por um crime que teria sido imputado injustamente.

No dia do crime, a esposa da vítima também foi baleada, mas sofreu apenas ferimentos leves. Ainda assim, ela foi socorrida para um hospital da cidade, recebendo alta no mesmo dia.

Após o ocorrido, o suspeito foi conduzido à delegacia, onde prestou depoimento. Ele foi liberado, em seguida. No entanto, dois meses depois, foi determinada a prisão domiciliar, com monitoramento por tornozeleira eletrônica.

De acordo com o portal de notícias g1 BA, no mesmo ano, no dia 23 de novembro, o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) denunciou o idoso pelos crimes de homicídio, com recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima, e por lesão culposa contra a companheira da vítima, que também foi baleada.

CIRCUNSTÂNCIAS DO CRIME – Segundo o irmão da vítima, Welton Costa trabalhava em uma padaria, nas proximidades de onde o crime aconteceu. No dia do incidente, ele se desentendeu com a esposa e, nesse momento, o acusado, que conhecia a mulher, interferiu, após vê-la sendo puxada pelo braço.

O idoso era morador da região há anos e, conforme o g1, já possuía histórico de violência. No momento da briga entre o casal, ele questionou se Welton não estaria machucando a esposa e passou a discutir com ele, após receber uma resposta negativa. Na sequência, Emiliano sacou uma arma e disparou contra a vítima.

vandalizaçãoLogo depois do crime, o policial aposentado passou a receber ameaças. As paredes do imóvel onde ele residia chegaram a ser pichadas, com palavras de ódio. Uma das inscrições dizia: "Vai morrer, velho assassino".

De acordo com o g1, a situação em que o idoso se envolveu dividiu a opiniões de moradores do bairro. Alguns apontaram que Emiliano tinha histórico de comportamento agressivo. Para outros, no entanto, ele parecia inofensivo.



Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

Charge do Borega

As mais lidas hoje