Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 10 de agosto de 2020

Esporte

Dia de medalhas para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos

19 de julho de 2015 | 12h 07

Brasileiro, Thiago Pereira é o maior medalhista na história do Pan

Dia de medalhas para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos
A ginástica rítmica brasileira conquista o pentacampeonato nos Jogos Pan-Americanos de Toronto

O Brasil conquistou mais medalhas nos Jogos Pan-Americanos em Toronto, no Canadá, na manhã de ontem, 18. O time brasileiro de ginástica rítmica ficou com a medalha de ouro na prova geral por equipes. Dayane Amaral, Morgana Gmach, Emanuelle Lima, Jessica Meier e Ana Paula Ribeiro foram melhores em todas as rotinas. A equipe norte-americana ficou com a prata e as cubanas com o bronze.

Outra medalha brasileira foi a prata de Adriana Silva, que completou o percurso da maratona de 42 quilômetros em 2h35min40s. Menos de dois minutos depois da campeã Gladys Tejada. A peruana venceu a prova em 2h33min03s, e estabeleceu novo recorde pan-americano. A marca anterior pertencia anteriormente a Adriana, 2h36min37s.

Na Vela, duas medalhas: prata para Robert Scheidt, na categoria laser, e bronze para Fernanda Decnop, na categoria laser radial. Enquanto Scheidt conquista sua quinta medalha em jogos pan-americanos, esta é a primeira vez de Fernanda.

O handebol feminino venceu a equipe do Canadá, com um placar de 48 a 12. Para o brasileiro Cristiano Sharlack que assistiu ao jogo foi “gostoso ver o Brasil vencer”. Ele vive em Toronto há cinco anos e diz que está contente com a chance de ver os atletas brasileiros. “Esse tipo de evento, a Fórmula 1, a Fórmula Indy, são oportunidades para a gente ficar mais perto”.

A tarde, a equipe de basquete feminino venceu a República Dominicana de 73 a 54, e a de vôlei, também feminino, ganhou do Peru, por 3 sets a 1. Confira o quadro de medalhas do Pan aqui.

Thiago Pereira é o maior medalhista na história dos Jogos Pan-Americanos

O nadador Thiago Pereira se tornou sábado, 18, o campeão em número de medalhas em Jogos Pan-Americanos. Com uma prata na prova individual de 200m medley e um ouro conquistado na equipe de revezamento 4 x 100m, também medley, Thiago superou o recorde do ex-ginasta cubano Erick López, de 22 medalhas.

Ele, que chegou a Toronto com 18 medalhas – alcançadas nos jogos de Santo Domingo, em 2003; Rio de Janeiro, em 2007; e Guadalajara, em 2011 – conseguiu cinco no Pan do Canadá. Além das medalhas de sábado, Thiago foi ouro junto com a equipe nos revezamentos 4 x 100m e 4 x 200m livres, na terça-feira (14) e no dia seguinte (15), respectivamente; e bronze nos 200m costas, também na quarta-feira. Ele teria conquistado ainda mais uma medalha – de ouro – na prova individual dos 400m medley, mas foi desclassificado por um erro na hora da virada do nado peito para o nado livre. Thiago não precisou nadar na prova de revezamento 4 x 100m, mas ganhou a medalha por ter participado das eliminatórias.

Em entrevista à imprensa, antes do início dos jogos, Thiago havia declarado que se alcançasse o recorde, a marca não seria só dele, mas sim, do Brasil. “É um atleta brasileiro alcançando isso, e no fim das contas é o nosso país tendo um recorde. Vai ser importante para todos nós às vésperas de uma Olimpíada em casa”, disse na ocasião.

Com a participação em Toronto finalizada, o atleta disputa, em agosto, o Mundial em Kazan, na Rússia.



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje