Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 13 de agosto de 2020

Esporte

Brasil alcança 13 medalhas no Pan com ajuda do judô

13 de julho de 2015 | 16h 04
Brasil alcança 13 medalhas no Pan com ajuda do judô
No final de semana, o Brasil ganhou 13 medalhas, levando o país para o quinto lugar na competição nos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, no CanadáOrlando Barría/EFE/Agência Lusa
No final de semana, o Brasil ganhou 13 medalhas, levando o país para o quinto lugar na competição nos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, no CanadáOrlando Barría/EFE/Agência Lusa

O Brasil já está firme na disputa por medalhas nos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, no Canadá. No final de semana, foram 13, levando o país para o quinto lugar na competição. Foram quatro medalhas de ouro, quatro de prata e cinco de bronze. O Canadá está na liderança com 24 medalhas, seguido por Estados Unidos, com 19, Colômbia, com 14, e México, com 18.

Ontem (12), Marcel Sturmer, na patinação artística masculina, e Felipe Almeida, no tiro, conquistaram a medalha de ouro. Thalita Haas garantiu prata na patinação artística feminina e o time masculino de canoagem também ficou em segundo na prova de velocidade. O judô tem sido o principal motivo de alegria e orgulho para os brasileiros.

Em Mississauga, sexta maior cidade do Canadá, a pouco mais de 28 quilômetros do centro de Toronto, está o Centro de Esportes, onde ocorrem as competições de judô dos Jogos Pan-Americanos. A judoca Érika Miranda foi a primeira a conquistar o ouro na categoria até 52 quilos (kg) feminino. Ela venceu a canadense Ecaterina Guica no sábado (11). Para a brasileira, prata no Pan-Americano do Rio de Janeiro, em 2007, e no de Guadalajara, em 2011, o ouro veio num bom momento.

“Essa sensação de dever cumprido e a medalha no peito é maravilhosa!", disse.

Érika disse que teve que vencer a si mesma, por causa da competição, semelhante aos Jogos Olímpicos, onde ela teve experiências negativas, nas duas últimas edições, a de Pequim, em 2008 e a de Londres, em 2012.

“Uma [a de Pequim] não cheguei a lutar, por causa de lesão, na outra [a de Londres] fui derrotada logo na primeira luta e, assim, a gente fica abalada”, contou. Para ela, a superação em Toronto tem um gostinho especial.

“A minha maior dificuldade foi encarar a mim mesma, esses meus medos, e ver que isso já passou. É coisa nova, agora.”

O outro ouro veio da luta de Charles Chibana também contra um canadense, Antoine Bouchard, na categoria até 66 kg masculino. Uma vitória comemorada. No pódio, Charles recebeu a medalha do ministro do Esporte do Brasil, George Hilton.

O judô ainda obteve uma medalha de prata com Felipe Kitadai, da categoria ligeiro masculino, e duas medalhas de bronze, uma para Rafaela Silva, na categoria até 57 kg feminino, e outra para Nathália Brígida, na categoria até 48 kg. Nathália foi a primeira brasileira a conquistar uma medalha no Pan. Alex Pombo chegou a disputar o bronze, mas perdeu para o canadense Arthur Margelidon, na categoria até 73 kg masculino.

Essa tropa de elite do judô até poderia já começar a pensar no ouro olímpico em 2016, mas a campeã Érika acredita ser melhor ter como alvo o Mundial em agosto.

“Acho que depois do campeonato mundial, aí sim, a gente pode começar a pensar em Jogos Olímpicos, preparação. Um dia de cada vez,” disse.

E segurando a medalha, acrescentou contente: “Quero curtir essa medalhinha até chegar no Brasil, porque aí começa treino de novo, novos objetivos”.

Os Jogos Pan-Americanos de 2015 reúnem 6 mil atletas de 41 países de 10 a 26 de julho em Toronto. Eles vão dispuitar o pódio em 36 modalidades. O Brasil participa dos Jogos com uma delegação de 600 atletas. O objetivo do Brasil é superar o número de 141 medalhas conquistadas no Pan de 2011, em Guadalajara, no México, e preparar novos atletas para as Olimpíadas de 2016.

Confira abaixo no quadro de medalhas o resultado dos dez países com melhor classificação no Pan:

 

  País
1 Canadá 10 8 6 24
2 Estados Unidos 7 5 7 19
3 Colômbia 6 5 3 14
4 México 4 6 8 18
5 Brasil 4 4 5 13
6 Cuba 3 1 4 8
7 Chile 2 0 2 4
8 Argentina 1 4 4 9
9 Equador 1 3 3 7
10 República  Dominicana 1 0 3 4
           

FONTE: Iara Falcão - Correspondente da Agência Brasil



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje