Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 02 de dezembro de 2021

Segurança

PRF resgata mais de mil pássaros silvestres amontoados em carro, na BR-116, em Jequié (BA)

15 de Outubro de 2021 | 11h 13
PRF resgata mais de mil pássaros silvestres amontoados em carro, na BR-116, em Jequié (BA)
Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgatou 1.067 pássaros silvestres amontoados dentro de um carro, no Km 677 da BR-116, trecho que compreende a cidade de Jequié, no sudoeste da Bahia. A ação foi realizada na noite desta quinta-feira (14). Segundo o G1, duas pessoas que estavam no veículo foram autuadas em flagrante, por crime ambiental.

A PRF informou que o transporte delituoso dos animais foi descoberto durante uma abordagem. Os agentes solicitaram os documentos da dupla e procederam com a revista do veículo, encontrando as aves, muitas delas pertencentes a espécies como: pássaro preto, coleira, papa-capim, trinca-ferro e canário-da-terra.

As aves estavam aprisionadas e amontoadas em pequenas gaiolas. Algumas foram acondicionadas em caixa de leite. Todas dispostas em local escuro e sem ventilação. Conforme a Polícia Rodoviária Federal, a situação encontrada configura maus tratos. Os animais estavam em sofrimento e em más condições de higiene. Nove foram encontrados mortos.

A dupla, diz o G1, confessou ter feito a captura das aves. Disse, ainda, que não possuía autorização e guia de transporte para a criação. Segundo os suspeitos, eles lucrariam R$ 15 mil com a venda dos animais, que saíram de Montes Claros, em Minas Gerais, com destino a Recife, capital de Pernambuco.

De acordo com a PRF, essa é a maior ocorrência de resgate de pássaros de 2021. No total, mais de 3 mil animais silvestres já foram resgatados, só este ano, na Bahia. Os animais resgatados foram encaminhados para o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e passarão por reabilitação, antes de serem reintegrados à natureza.

Ainda conforme o G1, os suspeitos foram levados para uma delegacia, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Eles poderão pagar multa de até R$ 5 mil por animal. Também poderão pegar um ano e seis meses de prisão.



Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje