Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 10 de agosto de 2020

Esporte

Vitória vence Bahia de goleada em clássico no Barradão

05 de julho de 2015 | 08h 59

Rubro-negro aplicou uma goleada de 4 a 1 no Tricolor

Vitória vence Bahia de goleada em clássico no Barradão
Jogadores comemoram terceiro gol do Vitória no Ba-Vi

Um novo capítulo da rivalidade histórica entre Bahia e Vitória foi escrito no Barradão. O rubro-negro aproveitou o mando de campo, o bom momento na temporada e a presença em número significativo da torcida para aplicar uma goleada de 4 a 1 no Tricolor no final da tarde deste sábado, 4, em partida válida pela 10ª rodada do Brasileirão.

Os gols do Leão foram de Guilherme Mattis, Escudero, Rogério e do estreante Robert, que entrou no segundo tempo e ampliou nos acréscimos. Pelo lado do Bahia, coube apenas a Maxi Biancucchi diminuir a diferença no marcador. Os rivais voltam a entrar em campo na terça-feira, 7, às 19h. O Esquadrão joga na Arena Fonte Nova contra o Paysandu e o Vitória enfrenta o Boa Esporte, em Varginha, 

Com 19 pontos, o rubro-negro depende apenas de uma derrota ou empate do América-MG, que enfrenta o Mogi-Mirim em casa, para terminar a 10ª rodada na 4º posição, enquanto o Bahia ocupa a 5ª colocação e também torce por um tropeço da equipe mineira para não se distanciar do G-4.

O jogo

O Vitória dominou a partida na maior parte do tempo. Mesmo com início de jogo truncado, a equipe rubro-negra teve frieza para atacar o Tricolor nos momentos certos e foi objetiva nas finalizações. Aos 4 minutos, após tabela de Escudero e Rhayner, o argentino fez cruzamento na medida para o zagueiro Guilherme Mattis abrir o placar para a equipe mandante.

O primeiro tempo continuou disputado, mas o Bahia pecava na armação das jogadas e sentia falta do último passe e da objetividade do atacante Kieza, que foi vetado da partida por conta de dores no púbis. Ainda assim, o Tricolor terminou o primeiro tempo levando perigo ao Vitória, como na jogada individual de Maxi, aos 33 minutos, que driblou o zagueiro rubro-negro e chutou para fora.

As equipes voltaram para o segundo tempo com uma melhora na qualidade técnica, tocando a bola e articulando as jogadas com mais objetividade. No primeiro lance, Souza recebeu a bola próximo à área do Vitória e deu um belo chute, porém, o goleiro Fernando Miguel fez defesa importante para o Leão. O time rubro-negro não conseguiu chegar à meta do Bahia nos primeiros minutos da segunda etapa.

Foi quando, em trama ensaiada aos 18 minutos por Flávio e Escudero, Diego Renan invadiu a área, foi derrubado por Adriano "Apodi" e o juiz marcou pênalti para o Leão. A responsabilidade da cobrança ficou para o argentino, que foi fundamental na jogada. Ele não desperdiçou: goleiro de um lado, bola do outro e 2 a 0 para o Vitória.

O tricolor sentiu o baque e tentou chegar ao gol com Souza, de cabeça, aos 35, e Adriano aos 36. Mas foi o time da casa que ampliou, em belo toque de Rhayner - um dos melhores da partida -, para Rogério, que entrou no segundo tempo e acertou uma "bomba". A bola bateu no travessão e entrou - o goleiro Douglas Pires até tentou chegar na bola, mas não alcançou.

Após o terceiro gol e com o triunfo na ponta dos dedos, aos 39 minutos, o técnico Vagner Mancini tirou Elton e colocou o atacante Robert (ex-Sampaio Corrêa), recente contratação do clube e artilheiro do Brasil em 2015. Logo após a substituição, o Bahia diminiuiu com Maxi, aos 41, em gol de cabeça após cruzamento de Souza, que desviou na zaga do Vitória e sobrou para o atacante colocar dentro do gol.

Nos acréscimos, deu tempo ainda de Robert fazer um golaço. Após tabela com o lateral esquerdo Diego Renan, o atacante recebeu a bola fora da área e acertou o ângulo do Bahia. Ele não precisou de mais de 10 minutos e um chute para mostrar o faro de gol. Assim, a equipe rubro-negra sacramentou a partida e foi comemorar com a torcida a vitória no clássico do futebol baiano.

Vitória 4 x 1 Bahia - Jogo da 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador
Quando: sábado, 4, às 16h30
Gols: Guilherme Mattis, aos 4 minutos do 1º tempo; Escudero, aos 18, Rogério, aos 37, Maxi Biancucchi, aos 41, e Robert, aos 47  minutos do 2º tempo
Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação
Assistentes: José Carlos Oliveira dos Santos e Jucimar dos Santos Dias
Cartões amarelos: Escudero, Rogério e Amaral (Vitória); Pittoni, Titi, Souza, Adriano e Robson (Bahia)
Cartão vermelho: Escudero (Vitória) e Souza (Bahia)

Público: 20.945 pagantes
Renda: R$ 494.742,00

Bahia - Douglas Pires; Adriano, Robson, Titi, Marlon; Pittoni (Mário), Souza, Tiago Real; Maxi, Willians (J. Leonardo), Léo Gamalho (Jacó)

Técnico: Sérgio Soares

Vitória - Fernando Miguel, Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon, Diego Renan, Marcelo (Amaral), Flávio (Rogério), Pedro Ken, Escudero, Rhayner, Elton (Robert)

T: Vágner Mancini



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje