Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 22 de setembro de 2020

Geral

Autorizada a construção da Linha 2 do metrô Salvador - Lauro de Freitas

05 de fevereiro de 2015 | 14h 43
Autorizada a construção da Linha 2 do metrô Salvador - Lauro de Freitas
A ordem de serviço para o início da construção da Linha 2 do metrô, ligando Salvador a Lauro de Freitas, foi assinada nesta quinta-feira (5) pelo governador Rui Costa, durante a inauguração dos bicicletários das estações do Retiro e do Acesso Norte. A obra vai melhorar e ampliar os recursos destinados à mobilidade na capital baiana, tendo investimento aproximado (Linha 1 e Linha 2) de R$ 3,6 bilhões, por meio de Parceria Público-Privada (PPP) com a CCR Bahia.
 
 
“É um projeto importantíssimo para Salvador e para a Bahia. Hoje nós autorizamos o início da Linha 2, que vai chegar até Lauro de Freitas, garantindo que Salvador terá 41 quilômetros de metrô até 2017. É um marco para nossa capital e motivo de comemoração”, afirmou Rui.
 
O diretor-presidente da CCR, Luis Valença, disse que o contrato de PPP é robusto e completo. “Nós já entramos com mais de R$ 1 bilhão em recursos e precisamos que o projeto funcione. Uma PPP só funciona se o projeto for executado, ficar pronto. Isso, o que garantem são o contrato e o modelo. A população pode ficar tranquila porque terá um transporte seguro, rápido e de qualidade”.
 
Segundo o estudante Felipe Prazeres, o metrô agilizou sua vida. “Tenho conseguido chegar aos lugares sem passar por engarrafamento. Posso ir à Lapa, ao Campo da Pólvora, para onde vou quase todos os dias. Eu perdia muito tempo parado no trânsito”. Para ele, a Linha 2 será fundamental. “O impacto da nova linha será grande porque vai atravessar uma das regiões mais movimentadas da cidade. Então, quanto mais rápido a obra for concluída, melhor para a população de Salvador.
 
Geração de empregos 
 
Rui Costa destacou que a construção da Linha 2 é importante também para a geração de emprego e renda, uma vez que serão sete mil funcionários trabalhando na construção desse trecho do metrô, número que pode chegar a nove mil no período de pico das obras.
 
O carpinteiro Edson Bonfim vai trabalhar na obra. “O governo está empenhado em mobilidade e em gerar emprego para nós. Muitos pais que estavam desempregados, como eu, [agora] estão trabalhando e sustentando a sua família, graças a esta obra”.
 
Integração e nova rodoviária
 
O governador disse que a integração do metrô com os demais modais de transporte está sendo acompanhada pela Casa Civil do Estado. “Eu me reuni com os empresários do transporte da Região Metropolitana de Salvador [RMS] e pedi para acelerar esta integração, pois eu quero que esteja concluída até junho, quando a Estação de Pirajá vai entrar em funcionamento”.
 
Segundo Rui, ele também já se reuniu com o ministro do Planejamento [Nelson Barbosa] para conversar sobre os projetos estruturantes, que serão licitados em breve, como o do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e a construção da nova estação rodoviária, que vai receber também o metrô, BRT e ônibus metropolitanos e intermunicipais, além dos interestaduais.
 
De acordo com o governador, a nova rodoviária será associada ainda à construção de um grande equipamento de negócios que vai gerar milhares de empregos para os moradores da região. “A idéia é ter um empreendimento comercial associado a esta plataforma. Isso vai ser bom para a população de Cajazeiras, Paripe, Pau da Lima, que muitas vezes precisa se deslocar até a Barra, Ondina ou Comércio para trabalhar. Estas pessoas passarão a ter mais oportunidades de emprego perto de casa”.
 
Bicicletários
 
Os bicicletários inaugurados por Rui Costa nas estações do Retiro e do Acesso Norte têm capacidade para 108 bicicletas cada um. Os equipamentos são destinados ao uso exclusivo dos usuários do sistema metroviário. Segundo Rui Costa, o Estado vem estimulando o uso das bicicletas.
 
“As avenidas Pinto de Aguiar, Orlando Gomes, 29 de Março e Gal Costa terão ciclovias. As pessoas vão poder percorrer de bicicleta um pequeno trecho de casa até as estações de metrô e seguir para o trabalho. Vamos estimular que as empresas também montem bicicletários para que o trabalhador possa guardar sua bicicleta com segurança”, reforçou o governador.
 
Atendente do bicicletário inaugurado na Estação do Retiro, Geysiane Araújo informa que ao usar o bicicletário, pela primeira vez, a pessoa receberá as normas de funcionamento do equipamento. “Na chegada, é preciso apresentar documento com foto e comprovante de residência. O cadastro vai gerar dois cartões de identificação, um para o usuário e outro que fica preso na bicicleta. No retorno, ele deve apresentar o cartão e o documento para liberação da saída da bicicleta”.
 
Mobilidade Salvador
 
Segundo o secretário do Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, estão sendo investidos no Programa Mobilidade Salvador, do qual o metrô faz parte, cerca de R$ 8 bilhões. Os investimentos contemplam também as avenidas Gal Costa e 29 de março, corredores estruturais que vão ligar a orla do subúrbio à atlântica. Vamos substituir o trem do subúrbio por um VLT moderno, até o comércio. Já fizemos obras importantes como o Sistema Viário do Imbuí e as marginais da Paralela. São obras que visam desafogar o trânsito de Salvador e dar qualidade de vida às pessoas”.


Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje