Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 17 de setembro de 2021

André Pomponet

Duplicação do Anel de Contorno é prometida de novo

André Pomponet - 11 de Abril de 2021 | 19h 42
Duplicação do Anel de Contorno é prometida de novo

Não é de hoje que se promete solução para o Anel de Contorno da Feira de Santana. Há mais de duas décadas que ministros da Infraestrutura ou dos Transportes garantem que, nos próximos meses, a duplicação da perigosa via com cerca de 22 quilômetros de extensão vai sair do papel. Essas promessas atravessaram os mandatos de quatro presidentes – Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Lula (PT), Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (MDB) – e, com Jair Bolsonaro, o “mito”, não vem sendo diferente.

Sábado (10) houve mais um pitoresco capítulo da extensa novela. Em visita à região, o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), disse que Jair Bolsonaro o incumbiu de resolver a questão do Anel de Contorno, embora sua pasta não tenha nenhuma relação direta com a iniciativa. Mas revelou que já tratou do tema com o titular da Infraestrutura, Tarcísio Freitas. Não forneceu detalhes, nem prazos, nem eventuais recursos previstos.

Apesar da consistência de algodão, o anúncio foi recebido com estardalhaço pelos apoiadores de Jair Bolsonaro aqui na Feira de Santana. A questão é que, há quase dois anos, o próprio “mito” fez o mesmo anúncio num evento em Vitória da Conquista. Como sempre, soou vago e impreciso. De lá para cá, como se sabe, nada saiu do papel. E, agora, a promessa foi mais uma vez renovada.

Será que há recursos para a iniciativa no orçamento de 2021 que está aí, atravancado, imerso numa interminável polêmica? Caso haja – e dependendo do montante – tudo bem: estão sendo dados os primeiros passos. Se não, tudo indica que nada decolará e as promessas serão requentadas novamente ano que vem, quando acontecem as eleições presidenciais. A pandemia servirá como excelente pretexto para a morosidade.

São incontáveis as reportagens ao longo dos anos sobre os riscos, o tráfego pesado, a má conservação e os acidentes no Anel de Contorno. Vá lá que o trecho sul – um dos mais problemáticos – foi duplicado há alguns anos. Mas os riscos continuam no extenso trecho que permanece à espera de duplicação. Não são raras as notícias de acidentes e atropelamentos, inclusive com vítimas fatais.

A visita de João Roma – deputado federal até há pouco vinculado ao ex-prefeito de Salvador ACM Neto – repercutiu mais pela conotação política. Cogitam sua indicação até como candidato a governador da Bahia, com o apoio de Jair Bolsonaro. Mas, com especulação ou não, a visita do ministro atraiu as presenças de dezenas de prefeitos e políticos da região.

Por fim, é bom reiterar: caso já haja recursos – ou pelo menos um projeto em elaboração – para a obra do Anel de Contorno, tudo bem. Caso não, será mais uma promessa, como dezenas de outras ao longo das últimas décadas...



André Pomponet LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje