Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 19 de abril de 2021

Mundo

Homem que atropelou policiais no Capitólio tinha comportamento paranoico, dizem jornais norte-americanos

03 de abril de 2021 | 13h 44
Homem que atropelou policiais no Capitólio tinha comportamento paranoico, dizem jornais norte-americanos
Foto: Eric Baradat/AFP

O The New York Times, o The Washington Post e outros jornais norte-americanos identificaram o motorista que atropelou dois policiais, nesta sexta-feira (2), no Capitólio, sede do Congresso Nacional estadunidense, localizada na cidade de Washington. Segundo as informações veiculadas, o agressor seria um homem de 25 anos, portador de distúrbio comportamental paranoico.

Um dos policiais atingidos não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo, antes de chegar ao hospital. O suspeito foi alvejado por agentes das forças de segurança, indo a óbito pouco depois de dar entrada em uma unidade de saúde. De acordo com o portal de notícias Uol, a polícia ainda não identificou oficialmente o responsável pelo atropelamento. A investigação tenta entender as motivações do atentado.

No entanto, os tabloides locais divulgaram o nome do suspeito, citando fontes do alto comando da polícia. O autor, segundo as agências de notícias, seria Noah Green, natural da cidade de Newport News, localizada no estado americano da Virginia.

Ao Washington Post, o irmão de Green afirmou que ele lutava contra a paranoia e o uso de drogas. Ressaltou, ainda, que a família estava preocupada com a saúde mental dele. O irmão do suspeito salientou que ele tinha apresentado piora no quadro clínico, na noite de quinta-feira (1º), no apartamento que eles dividiam. Mais tarde, Noah teria lhe enviado uma mensagem de texto, dizendo que planejava virar sem-teto.

A mídia norte-americana também noticiou que Noah Green falou, no Facebook, sobre o “fim dos tempos”. Ele também teria citado o “anticristo” e o “controle da mente” pelo governo. Afirmou que estava desempregado, “em parte devido às aflições”.  E também elogiou o líder da Nação do Islã, Louis Farrakhan. Por meio de um comunicado, a rede social informou que removeu as contas do suspeito, tanto do Facebook quanto do Instagram, e que estava em contato com as autoridades policiais.

De acordo com o Uol, o periódico USA Today relatou que pessoas próximas a Noah o descreveram como tranquilo, atlético e não violento. No entanto, disseram estar preocupadas com as recentes mudanças em seu comportamento.

Yogananda Pittman, chefe de polícia do Capitólio, relatou que o atentado ocorreu por volta das 14h. Que o motorista avançou, com o carro, contra os policiais e que, posteriormente, desceu do veículo portando uma faca. Ela disse que ele usou a arma branca para desferir um golpe em um dos agentes. E que, na sequência, foi baleado e detido.

Identificado como William 'Billy' Evans, o policial morto integrava a guarda do Capitólio há 18 anos. Os colegas do agente seguiram, em cortejo, a ambulância que o levou ao hospital. No início da noite, a corporação afirmou que o outro policial atingido se encontrava estável e fora de risco.



Mundo LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje