Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 19 de abril de 2021

Cultura

Bule-Bule é vacinado contra Covid-19, em Salvador; artista fez repente no momento da imunização

22 de março de 2021 | 10h 15
Bule-Bule é vacinado contra Covid-19, em Salvador; artista fez repente no momento da imunização
Foto: Reprodução/TV Bahia

Mais conhecido como Bule Bule, o repentista e cordelista baiano Antônio Ribeiro da Conceição tomou a primeira dose do imunizante contra a Covid-19, neste domingo (21), em um dos postos de vacinação drive-thru implantados pela Prefeitura de Salvador.

De acordo com o G1, no momento em que recebia a dose do fármaco, o artista declamou um repente: “A vacina é a lágrima de Deus chorada pelo seu povo. Hoje, eu estou me vacinando e próximo mês eu volto de novo. A moça da agulha fina disse que velho se vacina e volta para casa novo. Deus é bom e gosta da gente”, disse.

A assessoria de Bule Bule revelou, por meio das redes sociais do artista, que ele tomou a vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. “Dia histórico e memorável para o nosso grande Mestre Bule Bule, hoje foi o dia da primeira dose da Coronavac, primeira dose da esperança de dias melhores e da certeza que o SUS é o nosso maior aliado nessa grande batalha. Não podemos perder a fé e a convicção que Deus é bom e gosta da gente. Obrigada aos profissionais de saúde por todo cuidado e carinho nesse grande marco”, louvou a postagem.

BIOGRAFIA – Nascido em 22 de outubro de 1947, na cidade de Antônio Cardoso, região de Feira de Santana, Bule Bule iniciou-se no mundo das letras ainda criança. Por não ter com quem deixá-lo, quando pequeno, os pais o levavam para a roça onde trabalhavam. Ciente da situação, a dona da fazenda resolveu que ele estudaria.

Aos 17 anos, no entanto, precisou parar de estudar e começou a trabalhar na cidade natal. Pouco depois, deixou a pequena Antônio Cardoso, em busca de melhores oportunidades. Bule Bule atuou na construção civil, já teve programa de rádio e foi funcionário público por 17 anos. No início da vida adulta, já trabalhando, conseguiu terminar os estudos.

Considerado um mantenedor das tradições musicais sertanejas da Bahia, como o samba sertanejo, o coco e outros ritmos africanos com os quais convive desde a infância, o repentista conta que a influência artística veio mesmo dos pais, os quais define como “brincantes” da música. Filho de Manoel Muniz, dançarino de tirana e sambador conhecido como Manoel Jararaca, e de Isabel Ribeiro da Conceição, doceira, louceira, benzedeira e parteira, Bule-Bule mudou-se para Salvador, onde passou a se apresentar em shows e praças públicas. Gravou a primeira vez no ano de 1979, em um LP coletivo.

Além da capital baiana, o artista já morou em Feira de Santana, Paulo Afonso e, hoje, reside em Camaçari, com a esposa, a professora Gina Azevedo. Bule Bule tem 11 filhos de três matrimônios.



Cultura LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje