Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de março de 2021

Política

Ministro do STF manda bloquear perfis de Daniel Silveira em redes sociais

19 de fevereiro de 2021 | 15h 55
Ministro do STF manda bloquear perfis de Daniel Silveira em redes sociais
Foto: Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, ordenou o bloqueio dos perfis do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) nas redes sociais Instagram, Facebook e Twitter. As contas do parlamentar, que foi detido, na última terça-feira (16), por veicular por vídeos ameaçando membros da Suprema Corte e fazendo apologia à ditadura militar, estão indisponíveis desde esta sexta-feira (19).

De acordo com o portal de notícias Correio, a assessoria de imprensa do deputado alega censura. “O instagram do deputado Daniel Silveira foi totalmente fechado para seus seguidores, ou seja, CENSURADO. Estamos testando as demais plataformas”, afirma um comunicado publicado no Twitter pouco antes de o perfil também ser bloqueado.

O Instagram e o Facebook não comentaram o fato. O Twitter informou, somente, que cumpriu ordem judicial. Segundo o site, os perfis foram apenas suspensos, o que significa que poderão ser, futuramente, reativados.

Daniel Silveira é integrante da ala bolsonarista do PSL e vem sendo investigado, desde 2019, em inquéritos que apuram denúncias de fake news e de atos antidemocráticos, ambos em curso no STF. A gravação que o parlamentar publicou, em suas redes sociais, fazendo apologia ao Ato Institucional nº 5 (AI-5) – decreto mais repressivo do regime militar, baixado em 1968 – e proferindo discurso de ódio contra os ministros da Corte foi removida do YouTube, por “violar a política sobre assédio e bullying” da plataforma.

Conforme o Correio, além da prisão, o vídeo rendeu a Daniel Silveira uma denúncia, formalizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), por grave ameaça e incitação de animosidade entre o Supremo Tribunal Federal e as Forças Armadas.

O destino do parlamentar, agora, está nas mãos da Câmara dos Deputados. É o plenário da Casa que vai decidir se matem ou não a sua prisão, na tarde de hoje. Tudo indica que a tendência é a manutenção de Silveira na cadeia. Isto porque apenas três lideranças orientaram suas bancadas a votar pela soltura do deputado: o PSL, o PTB e o Novo.

Além disso, a situação de Daniel Silveira se complicou ainda mais após veiculação de novo vídeo, no dia de sua detenção, proferindo novas ameaças aos magistrados do STF, em especial ao ministro Alexandre de Moraes, que expediu o mandado de prisão.



Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje