Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 19 de setembro de 2021

César Oliveira

O horto, a horta, e os equívocos

César Oliveira - 14 de Fevereiro de 2021 | 20h 09
O horto, a horta, e os equívocos

"Hoje aquele espaço faz parte da área urbana dentro da principal avenida de Feira de Santana e a universidade tem uma área ampla. O estado tem outras áreas em posição menos privilegiada do ponto de vista urbano onde a universidade pode colocar o horto”.

O governador Rui Costa cedeu 8000 metros do horto florestal da UEFS ao Tribunal de Justiça, e disse que uma área em espaço nobre como essa não era a adequada ao horto, e que ele deveria ocupar “áreas menos privilegiadas”.  O governador revela uma visão preocupante  de urbanismo. A verdade é que  justamente nos espaços centrais, com alta densidade populacional , é  que a preservação de espaços verdes é mais fundamental, portanto, retirar área verde do centro é um imenso equívoco.

Retirar uma área de pesquisa, de uma Universidade,  sem sequer preparar sua substituição é um segundo  equívoco importante e péssima sinalização, até porque a recuperação do horto é um processo longo e há espécies que se perderão. Aliás, é possível imaginar que o governador não esteja muito atento a missão daquele espaço porque confundiu horto com horta.

O terceiro equivoco é que isso foi feito mesmo o estado tendo uma imensa área ao lado do Hospital Colônia, ou seja, do outro lado da rua. A necessidade do Fórum não é superior a preservação de áreas verdes “privilegiadas do ponto de vista urbano”.



César Oliveira LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje