Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de março de 2021

Economia

Governo Federal estuda Auxílio Emergencial de R$ 250, durante 4 meses

12 de fevereiro de 2021 | 10h 13
Governo Federal estuda Auxílio Emergencial de R$ 250, durante 4 meses
Foto: Edu Andrade/ Ascom/ ME

O Governo Federal estuda a possibilidade de uma nova rodada do Auxílio Emergencial. Inicialmente, a ideia é pagar quatro parcelas de R$ 250. A informação partiu de integrantes do governo e das cúpulas do Congresso Nacional, conforme a jornalista Ana Flor, colunista do G1 e comentarista da GloboNews.

A equipe econômica, no entanto, defende um valor decrescente, começando com R$ 250 e passando a R$ 200. Esta proposta foi aventada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante uma live do banco BTG. A ideia é manter o valor semelhante à média do Bolsa Família. Guedes chamou a medida de “aterrissagem”. E disse que o novo Auxílio deve ser pago somente à metade dos beneficiados da vez anterior.

Segundo Ana Flor, ontem (11), em viagem ao Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro também falou em uma rodada de três ou quatro parcelas, mas salientou que o valor ainda não está definido.

A equipe econômica entende que o novo Auxílio Emergencial deve funcionar como uma “PEC de guerra”, para todos os momentos de excepcionalidade do país, estados e municípios. A articulista observa que esse projeto, inclusive, deve ser incluído na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Pacto Federativo, no Senado Federal, em uma cláusula de calamidade.

Quando questionados sobre a urgência do benefício e o tempo de tramitação de uma PEC, integrantes do governo usam como exemplos a PEC do Orçamento Impositivo, que foi aprovada em 24 horas, e a PEC de Guerra, que levou três dias para tramitar e ser aprovada.



Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje