Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de março de 2021

Saúde

Índia autoriza exportação de vacinas contra Covid-19 ao Brasil; carga será enviada nesta sexta

21 de janeiro de 2021 | 16h 16
Índia autoriza exportação de vacinas contra Covid-19 ao Brasil; carga será enviada nesta sexta
Foto: Reuters

O governo da Índia liberou as exportações comerciais de vacinas contra a Covid-19. As primeiras remessas do imunizante da farmacêutica britânica AstraZeneca, que foi em desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford, serão enviadas ao Brasil e ao Marrocos pelo Instituto Serum, maior produtor mundial de vacinas, nesta sexta-feira (22). De acordo com o portal de notícias Terra, a informação foi passada pelo o secretário de Relações Exteriores da Índia, Harsh Vardhan Shringla.

País que ocupa o segundo lugar no ranking mundial de mortes decorrentes de complicações provocadas pela doença, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, o Brasil vinha negociando com a Índia o envio de 2 milhões de doses do imunizante, que teve o uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no ultimo domingo (17).

De acordo com o Terra, serão importadas doses prontas da Índia, porque houve atraso na entrega de insumos chineses à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O Centro de pesquisa esperava a remessa de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) chegar da China para dar início à produção própria da vacina da AstraZeneca.

A previsão inicial da Fiocruz era entregar o primeiro milhão de doses ao Ministério da Saúde até meados de fevereiro, mas a fundação afirmou, esta semana, que o prazo foi adiado para o início de março, justamente por conta do atraso. Os insumos deveriam ter sido entregues no dia 9 de janeiro.

O Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello, chegou a anunciar que um avião fretado pelo Governo Federal buscaria as doses da vacina na Índia, semana passada, mas o país asiático suspendeu a exportação das doses até iniciar seu próprio programa de imunização, que começou no último sábado (16).

Segundo o Terra, o secretário das Relações Exteriores da Índia avisou que o fornecimento comercial da vacina começaria sexta-feira, em atendimento ao compromisso firmado pelo primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, de que a capacidade de produção do país seria usada por toda a humanidade para combater a pandemia.

“Seguindo essa visão, respondemos positivamente aos pedidos de fornecimento de vacinas manufaturadas indianas de países de todo o mundo, começando pelos nossos vizinhos”, disse Harsh Shringla, referindo-se ao fornecimento gratuito, esta semana, para o Butão, as Maldivas, Bangladesh e Nepal.

O representante do governo indiano acrescentou que “o fornecimento das quantidades comercialmente contratadas também começará a partir de amanhã, por Brasil e Marrocos, seguidos pela África do Sul e Arábia Saudita”.



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje