Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de março de 2021

Mundo

Terremoto causa desabamento de hospital na Indonésia

15 de janeiro de 2021 | 10h 13
Terremoto causa desabamento de hospital na Indonésia
Foto: Reprodução/BBC

O número de mortos em consequência de um tremor de terra na Ilha de Celebes, na Indonésia, subiu para 34, informaram as autoridades. As buscas prosseguem nos escombros do hospital e de outros edifícios.

“Segundo as informações mais recentes, há 26 mortos, todos na cidade de Mamuju”, a capital da província abalada pelo tremor, disse à AFP o responsável pela agência local de gestão de catástrofes, Ali Rahman. Além desses, mais oito pessoas morreram em Majene, uma localidade próxima.

O balanço inicial era de três mortos e 24 feridos na cidade de 110 mil habitantes, onde desabou um hospital, deixando doentes e profissionais de saúde presos nos escombros.

“O hospital está destruído. Ruiu. Há doentes e pessoal do hospital presos nos escombros e estamos retirando”, disse um integrante dos serviços de socorro na cidade de Mamuju.

Entre dez e 20 pessoas podem estar estar presas nos escombros. As autoridades informam que há centenas de feridos.

O sismo, com magnitude de 6,2, segundo o Instituto norte-americano de Geofísica, foi registrado às 18h18 dessa quinta-feira (horário de Lisboa), com epicentro 36 quilômetros ao sul de Mamuju e profundidade de 18 quilômetros.

Desabamentos provocados pelo terremoto cortaram o acesso a uma das principais estradas da província. O tremor também causou danos no aeroporto local.

A agência de meteorologia e geofísica alertou para o perigo de réplicas, “que poderão ser tão ou mais fortes” que o sismo registrado, alertou a responsável, Dwikorita Karnawati, pedindo aos habitantes para se afastarem do mar, por haver risco de tsunami.

O forte tremor provocou pânico na ilha, já abalada em setembro de 2018 por um terremoto com magnitude de 7,5, seguido de um tsunami devastador, que deixou 4.300 mortos e desaparecidos e pelo menos 170 mil desabrigados.

FONTE: Agência Brasil



Mundo LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje