Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 24 de janeiro de 2021

Educação

Secretaria de Educação da Bahia pede adiamento do Enem, pela 2ª vez; avanço da Covid-19 preocupa autoridades

28 de dezembro de 2020 | 12h 04
Secretaria de Educação da Bahia pede adiamento do Enem, pela 2ª vez; avanço da Covid-19 preocupa autoridades
Foto: Divulgação/SEC Bahia

A Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC) encaminhou um ofício, ao Ministério da Educação (MEC), solicitando o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O órgão pede para que a avaliação seja transferida para o mês de maio de 2021.

A versão impressa do Enem está marcada para acontecer nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021. A versão digital está programada para os dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. De acordo com o Acorda Cidade, esta é a segunda vez que a SEC envia ofício ao MEC e também ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela execução do Enem, requerendo a prorrogação da aplicação das provas.

O motivo, segundo o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues, é o aumento acentuado do número de contágio pelo novo coronavírus, em todo território nacional. “Entendemos que não é razoável expor milhões de estudantes ao risco de aglomeração e contaminação quando o adiamento das provas – não falamos em cancelamento – terá impactos financeiros e logísticos administráveis e plenamente justificáveis face ao valor incalculável de tantas vidas”, ponderou.

Conforme o site, o gestor ressaltou ainda que o quadro de desigualdade econômica, agora mais evidenciado pelo contexto de suspensão das aulas, coloca emsituação de desvantagem os estudantes com menor acesso aos bens de consumo e de cultura.

No seu entendimento, esses alunos, geralmente oriundos das escolas públicas, muito prejudicados pela pandemia de Covid-19, especialmente pela falta de recursos técnicos, precisam de mais tempo para se preparar. “Reiteramos todos os argumentos que apresentamos anteriormente ao Inep e ao MEC, notadamente, o incentivo que o Enem representa para os estudantes concluintes da escola pública, que sonham ingressar no Ensino Superior. Esta geração já vem sofrendo as consequências, no curto prazo, dessa tragédia mundial e não podemos, como gestores de políticas educacionais, comprometer também suas perspectivas de médio e longo prazos”, observou.

 Em 2020, 67 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino se inscreveram para realizar o Enem.



Educação LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje