Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 25 de novembro de 2020

Política

TRE deve reavaliar seções agrupadas, um dos motivos para alta abstenção em Feira, diz Tourinho

20 de novembro de 2020 | 10h 28
TRE deve reavaliar seções agrupadas, um dos motivos para alta abstenção em Feira, diz Tourinho

O agrupamento de seções, promovido pelo Tribunal Regional Eleitoral, foi uma das principais razões para a grande taxa de abstenção (19,11%) no pleito do último domingo em Feira de Santana, avalia o vereador Roberto Tourinho (PSB). Candidato a prefeito, ele disse na sessão desta quarta-feira,18, na Câmara, ter presenciado muitas pessoas desistindo de votar pela junção de três seções eleitorais em apenas uma.

“O TRE, desde a eleição de 2018, eliminou seção e agrupou três em uma", relembra. Para Tourinho, o órgão precisa ter mais cuidado  com a desativação de seções porque isso gera problemas para muitos eleitores. "Contribuiu e muito para o crescimento do número de ausentes. Essa eleição atípica ficará para a história”. A medida, conforme sua observação, provocou longas filas em vários locais, a exemplo do Colégio Gastão Guimarães no centro da cidade e  Assis Chateaubriand no Sobradinho, onde muitas pessoas deixaram de votar por contas das filas enormes.

"Havia seções sem ninguém  e outras com mais de 150 pessoas", atesta. Também acusa os problemas técnicos no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de dificultar o voto no primeiro turno. “Não bastasse uma eleição sem coligação, com grande número de candidatos e em período de pandemia, ainda tivemos mais de 70 mil eleitores que não votaram por conta de problemas no técnicos do TSE e grandes filas provocadas pelo agrupamento de seções", lamenta o experiente vereador, que encerra sua passagem pela Câmara em 1º de janeiro após oito mandatos. 

FONTE: Ascom - Câmara Municipal



Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje