Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 22 de setembro de 2020

Política

Sem novidade, pesquisa do Bahia Notícias não simula 2o turno, que poderia fazer diferença

16 de setembro de 2020 | 09h 15
Sem novidade, pesquisa do Bahia Notícias não simula 2o turno, que poderia fazer diferença
Foto: Reprodução - De Olho na Cidade
A esperada pesquisa do instituto Séculus Análise e Pesquisa, encomendada pelo site Bahia Notícias, de Salvador, sobre as eleições para prefeito em Feira de Santana, divulgada nesta quarta-feira, não traz o que, talvez, fosse mais aguardado: o cenário de um eventual segundo turno. Os números apresentados revelam o que outras simulações já demonstraram, um empate técnico entre os dois principais nomes deste pleito, o atual prefeito Colbert Martins, sob as bênçãos de José Ronaldo, e Zé Neto, ungido pelo governador Rui Costa. Nenhuma novidade, portanto.
 
De acordo com a sondagem, a pesquisa espontânea (quando não são apresentados nomes para escolha) teve 11 candidatos mencionados pelos eleitores de Feira. Neto e Colbert empatam nesse cenário, rigorosamente, com 30,63% (nem um décimo a mais ou a menos para um deles, o que não deixa de ser um fato bem curioso).  citaram 11 nomes na situação espontânea. O radialista Carlos Geilson (Podemos), apoiado pelo deputado Targino Machado, foi o terceiro mais citado com  8,88%, enquanto a deputada federal Professora Dayane Pimental teve 5,88% das intenções de voto. Os demais: Roberto Tourinho, 1,50%; Carlos Medeiros (1%); André Janunes, Zé Ronaldo, José de Arimateia, Targino Machado e Fernando de Fabinho, com 0,13% cada um; nenhum deles 5,88%; não souberam 13,38% e preferiram não opinar 1,63%.
 
Colbert está um pouco acima de Zé Neto na modalidade estimulada da pesquisa (quando nomes são apresentados para escolha do entrevistado). O instituto mencionou sete candidatos, deixando de fora José de Arimateia, o que não deixa de ser um erro. O candidato de José Ronaldo tem 35,88% contra 32,25% do petista (a margem de erro é de 3,4 pontos). Carlos Geilson (10,25%) e Dayane Pimentel (9,75%) estão praticamente empatados, assim como Roberto Tourinho (2,88%) e Carlos Medeiros (2,50%). Marcela Prest, do PSOL, não pontuou. Outros resultados: não escolheram nenhum (1,88%), não souberam (3,38%) e não opinaram (1,25%). 
 
A rejeição dos candidatos é que diferem, muito, do apresentado em uma pesquisa de "A Tarde", recentemente. Na aferição publicada pelo jornal, Colbert Filho aparecia com algo em torno de 59% de rejeição, um número absolutamente estranho, para qualquer candidato com possibilidade de vitória, como é o caso do emedebista. Na sondagem da Secullus, ele aparece com rejeição de 16,75%, em situação semelhante com a de outros candidatos, a exemplo de Zé Neto (12,75%), Dayane Pimentel (13,75%) e Roberto Tourinho (13,25%). Dos considerados competitivos, Carlos Geilson tem a menor taxa (11,63%). 
 
 
Os eleitores de Feira de Santana também apontaram em quem não votariam de jeito nenhum para prefeito. Nesse cenário Colbert Martins também aparece na dianteira com 16,75%. Professora Dayane Pimentel fica na segunda colocação com 13,75%, seguida por Roberto Tourinho com 13,25%. Zé Neto soma 12,75% e Carlos Geilson 11,63%. Os menores índices ficaram com Carlos Medeiros (6,88%) e Marcela Prest (6,38%). Entre os eleitores que não escolherma nenhum o índice foi de 5,88%, não souberam 8,75% e não opinaram 4%.


Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje