Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 25 de setembro de 2020

Segurança

Digital influencer que atirou e matou empresário na Bahia deixa prisão e afirma que não se arrepende

14 de setembro de 2020 | 15h 17
Digital influencer que atirou e matou empresário na Bahia deixa prisão e afirma que não se arrepende
Foto: Divulgação
O digital influencer Iuri Santos Abrão, mais conhecido como Iuri Sheik, teve pedido de habeas corpus concedido pela Justiça e foi solto por volta das 12h30 desta segunda-feira (14). Ele havia sido preso por atirar e matar a tiros o empresário William Oliveira durante os festejos juninos da cidade de Santo Antônio de Jesus, em 2019.
 
Iuri Sheik estava preso no Completo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, onde aguardava julgamento desde a época do crime. Agora, ele aguardará o julgamento em liberdade. Iuri Sheik responde por homicídio qualificado.
 
Iuri saiu do presidio a pé e falou com a imprensa. Na ocasião, ele disse que a verdade virá em breve.
 
"No momento oportuno a Justiça baiana vai saber a verdade", contou.
 
Ao ser questionado sobre arrependimento, ele respondeu "Jamais. Deus é comigo". Em seguida, entrou em um carro e saiu do local.
 
Pouco antes da saída dele, um dos advogados conversou com a imprensa. A defesa afirmou que tem confiança na Justiça.
 
"Yuri estava confiante de que tudo iria acontecer no tempo certo. Eu sempre tranquilizei ele. Eu sou muito crente na Justiça baiana. Eu sabia que nós iriamos conseguir. [Arrependimento] é de algo que você fez e já foi comprovado. Só que a verdade ainda vai vir a tona", contou a defesa do digital influencer.
 
O empresário William Oliveira foi baleado por Iuri Sheik após pedir que o influencer parasse de fazer manobras perigosas com o carro, conhecidas como "cavalo de pau", em uma via pública de Santo Antônio de Jesus.
 
Depois de disparar várias vezes contra o empresário, Iuri Sheik saiu em alta velocidade sem prestar socorro.
 
Na época, a Polícia Civil disse também que, antes da confusão, a vítima teria negado um aperto de mão a Sheik, o que também teria contribuído para gerar o atrito entre os dois. A informação foi passada pelo delegado que investiga o caso, Edilson Magalhães. Seis testemunhas do caso já foram ouvidas.
 
William chegou a ficar internado no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus por três dias. Ele passou por cirurgia, teve uma breve melhora, mas o quadro se agravou em seguida e ele não resistiu aos ferimentos.
 
Dias antes de ser preso, Iuri postou uma foto em seu perfil no Instagram em que apareceu chorando e uma outra imagem em que dizia na legenda que ia se apresentar à polícia. "Toda versão existe dois lados. Logo mais vou me apresentar e contar realmente o que aconteceu", escreveu ele na época.


Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje