Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 22 de setembro de 2020

André Pomponet

Feira pode ter superado os 200 óbitos por Covid-19

André Pamponet - 11 de agosto de 2020 | 14h 50
Feira pode ter superado os 200 óbitos por Covid-19
A Feira de Santana já pode ter superado a marca dos 200 óbitos por Covid-19. Até hoje (11), o total pode ter alcançado, exatamente, 205 mortes decorrentes da doença. A informação é da Central de Informações de Registro Civil – CRC Nacional e abrange o período de 16 de março de 2020 a 11 de agosto, ou seja, hoje. Até o relatório divulgado ontem (10) à noite, a Secretaria Municipal de Saúde havia confirmado 155 óbitos. Deduz-se que há, portanto, 50 casos adicionais pendentes de confirmação.
 
Quem consulta as informações no endereço eletrônico tem acesso a um gráfico, que “apresenta o crescimento do número de registro e óbitos com suspeita ou confirmação de COVID-19 desde o início de 2020”. O levantamento envolve, portanto, os 155 casos confirmados até aqui e mais 50 que aguardam uma posição definitiva. Nos próximos dias, ao que tudo indica, haverá a confirmação – ou não – dos números.  
 
O mesmo gráfico oferece a média móvel de óbitos na Feira de Santana. Nele, é possível observar que essa média chegou a um em 18 de maio, saltou para dois em 04 de junho e, em alguns momentos do mês de julho, alcançou quatro, recuando na sequência para uma média de três óbitos diários, que vem se mantendo desde o início do mês. No que se refere às mortes, portanto, o município viveu situação pior ao longo do mês de julho, mas a média móvel de pelo menos três mortes persiste desde 28 de junho.
 
É possível consultar a quantidade de óbitos em municípios com mais de 50 casos suspeitos ou confirmados da doença, que é o caso da Feira de Santana. Qualquer cidadão pode ter acesso às informações: basta acessar o endereço eletrônico www.transparencia.registrocivil.org.br/especial-covid e fazer a consulta, selecionando as informações que interessam.
 
O site é mantido pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais – Arpen e reúne informações repassadas pelos cartórios de todo o País. A iniciativa é elogiável, pois garante ao cidadão o acesso rápido e sem custo às informações, tornando-o menos dependente dos números dos governos. E, como todo cidadão informado sabe, os números da Covid-19 vem sendo objeto de uma renhida disputa política desde o começo da pandemia.
 
No sábado, o Brasil ultrapassou a marca das 100 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. Mesmo assim, não faltam ensandecidos negando a pandemia, minimizando o número de mortes e farejando insanas conspirações envolvendo chineses, infectologistas e comunistas. Mimetizam Jair Bolsonaro, o “mito” deles, que desde o começo nega a gravidade do problema.
 
Os números mostram que o País alcançou uma elevada estabilidade – o platô – e que, ao contrário do que muitos pensam, o pior ainda não passou.
 


André Pomponet LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje