Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 11 de agosto de 2020

Política

Com shoppings e templos religiosos em primeira fase, Rui Costa e ACM Neto divulgam plano de flexibilização das atividades

07 de julho de 2020 | 14h 02
Com shoppings e templos religiosos em primeira fase, Rui Costa e ACM Neto divulgam plano de flexibilização das atividades
Foto: Reprodução
Em entrevista coletiva conjunta concedida na manhã desta terça-feira (7), o governador Rui Costa e o prefeito de Salvador ACM Neto apresentaram o plano de flexibilização das atividades que tiveram o funcionamento suspenso por causa da pandemia do novo coronavírus.
 
Os shoppings, que estão fechados desde março, e templos religiosos estão na primeira fase do projeto, que autoriza a reabertura de quatro núcleos de atividades para municípios que se mantém no patamar de, no máximo, 75% de ocupação nos leitos de UTI para Covid-19.
 
No caso dos shoppings, o protocolo da primeira fase define que o funcionamento estará restrito ao período das 12h às 20h, de segunda a sábado. As praças de alimentação estarão proibidas de atuar para consumo no local.
 
A capacidade máxima permitida será de um cliente para cada nove metros quadrados na área comum, enquanto a capacidade das lojas será de um cliente a cada cinco metros quadrados. Os estacionamentos só poderão ter 50% da lotação. Todos os funcionários passarão por testes a cada três semanas e deverão utilizar máscaras.
 
"O objetivo de testar todo mundo em shopping é que permaneça aberto por mais tempo. Em uma loja com dez funcionários, se tem dois com resultado positivo, eles podem contaminar todos os outros. O shopping terá que fechar, o comércio também. É uma atitude para possibilitar que o comércio fique aberto. Quem vai garantir que o percentual fique no patamar de 75% não é o prefeito ou o governador. É o conjunto da sociedade, a população usando máscaras, fazendo a higienização das mãos", pontuou o governador Rui Costa.
 
"A primeira etapa autoriza com muitos critérios, limites, uma pessoa a cada nove metros quadrados, funcionamento da 12h às 20h, shoppings sem praças de alimentação. Seria a primeira etapa de retomada, assim como do comércio de rua. Mantivemos o funcionamento de lojas abaixo de 200 metros. As maiores poderão reabrir agora, nessa primeira fase, alcançando um percentual de 75% dos leitos de UTI por pelo menos cinco dias", destacou ACM Neto.
 
Nos templos religiosos, o funcionamento deverá respeitar o horário de 10h às 20h, de segunda a sábado. Aos domingos o horário será livre, já que, segundo o prefeito ACM Neto, se trata de um dia com menor fluxo de pessoas pela cidade. Os salões estarão limitados a 20% da capacidade total ou a receber até 50 pessoas. Todos deverão usar máscaras. A realização de aulas seguem suspensas.
 
A expectativa do governo do estado e da prefeitura de Salvador é de que a primeira fase do plano de reabertura das atividades possa ser implementado já neste mês de julho. Para tanto, serão abertos 75 novos leitos de UTI na capital baiana nas próximas semanas. Do total, 25 ficarão no Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova.
 
Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI em Salvador é de aproximadamente 79%. Nos últimos dias, o índice ficou em torno de 80%.
 
"Muito provável que nos próximos 20 dias teremos 75% da capacidade de leitos na capital. Se 55 dos 75 leitos de UTI forem incluídos na rede hospitalar, e mantivermos a atual taxa de novos pacientes precisando de UTI, teremos uma taxa inferior a 75%, o que nos permitirá retomar as atividades. Minha esperança é que ocorra ainda no mês de julho. Não dá para falar em data ainda. É preciso que, por pelo menos cinco dias, essa taxa fique em 75% para que essa primeira fase fique autorizada", pontuou ACM Neto.
 
"Não adianta manter por cinco dias, abrir e ter que fechar depois. Temos que abrir e permanecer com taxa baixa, com no máximo 75%. Isso se alcança tomando as medidas preventivas", complementou o governador


Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje