Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 21 de setembro de 2020

Saúde

Médicos municipais de Salvador entram em greve, diz sindicato

17 de junho de 2015 | 16h 40
Médicos municipais de Salvador entram em greve, diz sindicato
O Centro de Saúde do bairro do Engenho Velho da Federação está fechado

Os médicos ligados à Secretaria Municipal de Saúde de Salvador entraram em greve a partir desta quarta-feira (17), segundo informações do Sindicato dos Médicos (Sindimed-BA). A decisão, foi tomada em assembleia realizada na noite de terça (16). De acordo com a entidade, a greve "reforça a paralisação dos servidores municipais". No entanto, o Sindimed ressalta que os médicos têm pauta específica de reivindicações.

A Secretaria Municipal de Saúde informou, por meio da assessoria de imprensa, que ainda não tem conhecimento da paralisação e que vai apurar a situação.

Os trabalhadores da classe médica apontam que "as condições de trabalho na maioria das unidades e postos, incluindo os Caps, estão insustentáveis". Também relatam que faltam materiais e medicamentos, salas adequadas para atendimento, móveis e utensílios hospitalares e pessoal em número suficiente para a demanda da população.

Em nota, o sindicato diz que também há insegurança em diversas unidades de saúde. Eles usam como exemplo, o posto do bairro do Engenho Velho da Federação que está fechado.

A pauta específica divulgada pela categoria inclui melhores condições de trabalho, reajuste salarial, ambientes mais saudáveis e seguros, materiais e instalações adequadas. Também está na pauta o combate ao assédio moral. Os médicos pedem a criação de uma Diretoria Médica dentro da Secretaria Municipal de Saúde. Entre os itens cobrados está também isonomia na utilização do ponto eletrônico, com a definição de critérios iguais para todos.

A categoria pede ainda uma revisão dos critérios de insalubridade, dos abonos e a garantia da extensão da carga horária. A realização de concurso público para substituir os vínculos precários, a qualificação das gerências e a criação de uma comissão de ética são também citados.

A próxima assembleia ficou marcada para o dia 25 de junho, às 19h, na sede do Sindimed.

FONTE: g1.globo



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje