Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 07 de junho de 2020

Bahia

Um em cada cinco médicos no país está no grupo de vulneráveis ao novo coronavírus

31 de março de 2020 | 09h 51
Um em cada cinco médicos no país está no grupo de vulneráveis ao novo coronavírus
Foto: Michael Schwenk/Fotos Públicas

O Ministério da Saúde projeta que 40% dos trabalhadores da área terão de se afastar ao longo da crise do novo coronavírus.

Segundo reportagem do jornal O Globo, diante do avanço da pandemia, o Brasil precisará lidar com tal situação, já enfrentada em outros países.

De acordo com a publicação, o Hospital Sírio-Libanês, por exemplo, já afastou ao menos 104 funcionários com a doença.

Um levantamento feito pelo jornal carioca a partir dos dados mais recentes do Conselho Federal de Medicina (CFM), reunidos em 2018, mostra que ao menos um a cada cinco médicos no Brasil possui 60 anos ou mais. Dos 414.831 profissionais dessa categoria no país, 84.310, ou 20,3%, estão nessa faixa etária.
Em alguns estados do Nordeste a situação é mais crítica: em Alagoas, 28,7% dos médicos são idosos; na Paraíba, 25,8%. No Rio, são 24,8%. Não há dados sobre quantos médicos no Brasil possuem alguma doença que os coloca também no grupo de risco, assim como ocorre com os profissionais acima de 60 anos. O

s dados do CFM não apontam se esses médicos estão no SUS ou na iniciativa privada, nem quantos, de fato, estarão na linha de frente. Contudo, dados do Ministério da Economia apontam que o percentual de médicos acima de 60 anos é similar nas redes pública e privada. Enfermeiros e técnicos de enfermagem, que também possuem alto grau de exposição, são categorias com menor proporção de idosos — 2,5% e 4,25%, respectivamente, de acordo com números do Ministério da Economia.

O vice-presidente do CFM, Donizetti Giamberardino, afirmou ao jornal O Globo que o risco de perder mão de obra durante a epidemia é um “grande problema” e também projeta um afastamento de 40% da força de trabalho por causa do Covid-19 e de outras doenças. O CFM recomenda que médicos com mais de 60 anos não atendam diretamente casos de coronavírus.

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) faz a mesma orientação.

FONTE: Bahia.ba



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje