Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 06 de abril de 2020

Política

ACM Neto diz que palavras de Bolsonaro são lamentáveis e inaceitáveis

25 de março de 2020 | 14h 56
ACM Neto diz que palavras de Bolsonaro são lamentáveis e inaceitáveis
Foto: Reprodução
O prefeito ACM Neto (DEM) criticou duramente o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) veiculado em cadeia nacional nesta terça-feira (25). Para Neto, que também ocupa a posição de presidente nacional do DEM, as palavras foram "lamentáveis, inaceitáveis e irresponsáveis".
 
"Confesso que ontem fiquei duplamente perplexo, de um lado como prefeito e do outro como cidadão. Considero que as declarações do presidente são lamentáveis e inaceitáveis. Nós temos feito esforço absurdo, prefeitos e governadores de todo o Brasil para adotar medidas de diminuição do fluxo de pessoas nas ruas. Sabemos o impacto que todas essas medidas têm na economia. No entanto, tenho procurado ao máximo evitar aumentar a temperatura do debate político nesse político. Acho que neste momento temos que deixar a política de lado e dar as mãos para enfrentar a mais grave crise", enfatizou nesta manhã durante inauguração de centro de acolhimento em Salvador.
 
"Considero a declaração do presidente também irresponsável. A essa altura do campeonato o que a gente precisa é união de todos. O presidente quando trata o que estamos enfrentando como um a 'gripezinha', ele também está desconsiderando a dor e o sofrimento das famílias que já perderam seus entes. De pessoas que morreram com o coronavírus. Ele está desrespeitando as pessoas que estão neste momento enfermas, reclusas, em isolamento. Está desconsiderando o sacrifício que todos estamos fazendo e o risco que todos estamos correndo. Nós não somos irresponsáveis. Nós estamos tratando de vidas humanas", reforçou. 
 
Sobre a relação com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, indicado do DEM no governo, o prefeito afirmou que ainda não conversou com o aliado, pois preferiu, neste momento, falar apenas a partir do seu entendimento na situação. No pronunciamento, Bolsonaro minimizou as medidas de isolamento social impostas pelos governadores e convocou a população para retomar a rotina e fazer o país "voltar a normalidade". 
 
Neto, no entanto, declarou que confia na população soteropolitana e acredita que a orientação do presidente não será considerada pelos cidadãos da capital. 


Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje