Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 02 de abril de 2020

Câmara Municipal

A casa caiu, diz Roberto Tourinho sobre bloqueio de bens do ex-prefeito José Ronald

Roberta Costa - 04 de março de 2020 | 16h 35
A casa caiu, diz Roberto Tourinho sobre bloqueio de bens do ex-prefeito José Ronald
Foto: Reprodução
Nesta quarta-feira, 4, o vereador Roberto Tourinho (PV), repercutiu o bloqueio de bens do ex-prefeito José Ronaldo (DEM), que aconteceu ontem, 3.
 
Leia Mais:
Liminar bloqueia bens de José Ronaldo e mais 4, após suposta fraude em licitações
Após ter bens bloqueados pela Justiça, Zé Ronaldo lembra que TCM aprovou suas contas
Zé Neto provoca Ronaldo: Não consegue mais transferir os votos que tinha em Feira
 
 
“Ontem a terra tremeu e o mundo mudou de cor. José Ronaldo posou a vida inteira de bom moço, de paladino da moralidade. A casa caiu, o lenço tá aqui pra quem quiser chorar”.
 
Sobre os servidores suspeitos, que continuam atuando no Governo Municipal, conforme dito pelo atual prefeito, Colbert Martins (MDB), o vereador afirmou que é uma conivência com delitos.
 
“Colbert é um bufão da corte, o palhaço da corte, que está para agradar porque não tem moral para afastar ninguém. Governo deveria criar a # pode roubar, pois é isso que estamos vendo”, criticou.
 
Em defesa do ex-prefeito José Ronaldo, o vereador Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM), disse que Tourinho sempre acusa um governo que já participou.
 
“Não venha aqui cantar de galo. Está recebendo salário de vereador e conseguiu estabilidade econômica sem ter feito concurso público; Ronaldo que deu por ser uma pessoa de confiança. Está com raiva porque não foi presidente da Câmara. Está com ódio no coração porque Carneiro foi eleito o presidente. Ronaldo é ético e querido pelo povo, fez várias obras importantes em Feira e já ocupou vários cargos políticos, como vereador e deputado”, bradou.
 
Os vereadores Marcos Lima (Patriota), Carlito do peixe (DEM), Cadmiel Pereira (PSC) e Neinha Bastos (PTB), também saíram em defesa do ex-prefeito, durante seus discursos.
 
O vice-presidente da Casa, Alberto Nery (PT), questionou o motivo dos vereadores da Bancada Governista não terem o mesmo discurso de defesa quando o mesmo fato acontece com outros políticos.
 
“Quando alguém do PT é acusado de cometer algum equívoco, já chegam aqui colocando o dedo na ferida. Quando é alguém do mesmo grupo político, silencia. Quero que tudo seja devidamente apurado, não vou usar isso para fazer campanha política”, sentenciou.


Câmara Municipal LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje