Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 22 de setembro de 2019

Geral

MPT vai construir prédio anexo em Salvador

04 de fevereiro de 2015 | 08h 20
MPT vai construir prédio anexo em Salvador
Foi assinado na manhã desta terça-feira (03) o contrato com a Paraguaçu Engenharia Ltda. para a construção do novo prédio anexo do Ministério Público do Trabalho em Salvador, localizado no Corredor da Vitória. A obra terá início no próximo dia 5 de março, conforme ordem de serviço também assinada, e tem previsão de ser concluída em 15 meses. A formalização do contrato foi feita pelo procurador-chefe Alberto Balazeiro e pelo diretor da empresa. Também estiveram presentes, o procurador Pacífico Rocha, o diretor Regional do MPT na Bahia, Dickson Frempong e o arquiteto Luiz Carlos d'Almeida.
 
Serão nove pavimentos destinados a abrigar os gabinetes dos procuradores, que passarão a funcionar efetivamente como unidades autônomas, dotadas de sala para procurador e sala para assessoria. Em cada pavimento, haverá quatro gabinetes. O projeto também prevê um andar térreo, que funcionará como um lobby e mais seis pavimentos de garagens. A nova edificação será integrada ao prédio principal do MPT em Salvador, que passará a abrigar os setores administrativos e de apoio, além de salas de audiências, reuniões, além do auditório.
 
A  Paraguaçu Engenharia  foi a vencedora do processo de licitação realizado no fim de 2014. Os recursos para a obra, no valor toral de R$16 milhões, são provenientes do orçamento geral da União o ano passado e já se encontram disponíveis em conta corrente do MPT.  “Temos os reursos disponíveis. Agora, vamos partir para a execução do serviço, já que os colaboradores do MPT e a sociedade precisam desse prédio para que os serviços prestados pelo órgão sejam cada vez mais eficientes e ágeis”, afirmou o procurador-chefe, Alberto Balazeiro.
 
A nova edificação é fruto do trabalho iniciado em 2013 na gestão do então procurador-chefe Pacífico Rocha, com os entendimento para a aquisição de terreno de  365m² que fica ao lado da sede atual, com acesso pela Rua Engenheiro Souza Lima. O imóvel pertencia aos herdeiros de um casal que obteve a posse através de processo judicial por usucapião e ainda carecia de emissão de escritura. Foi adquirido junto aos herdeiros por R$550 mil no fim de 2013. Em seguida, o MPT contratou, através de licitação, a empresa Futura Arquitetos para a elaboração do projeto.


Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje