Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 17 de novembro de 2019

Política

Ministro do Turismo diz que não houve laranjas em campanha

22 de outubro de 2019 | 14h 10
Ministro do Turismo diz que não houve laranjas em campanha
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, disse nesta terça-feira (22) que se sente "injustiçado" e negou as acusações a respeito de um esquema de candidaturas laranjas no PSL de Minas Gerais, onde é presidente licenciado da sigla.
 
Marcelo Álvaro Antonio deu a declaração durante depoimento na Comissão de Transparência do Senado na manhã desta terça. O ministro foi convocado pela comissão para prestar esclarecimentos a respeito de investigação que o envolve sobre candidaturas laranjas.
 
No início deste mês, o Alvaro Antonio foi indiciado pela Polícia Federal (PF) por crime eleitoral de omissão na prestação de contas de campanha e pelo crime de associação criminosa.
 
"Me sinto injustiçado neste indiciamento, mas continuo confiando no trabalho da Polícia Federal, do Ministério Público, continuo confiando na justiça, que vai ser o melhor âmbito para provar a minha total inocência neste caso", afirmou o ministro.
 
O Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais o denunciou por três crimes envolvendo candidaturas laranja do partido em 2018 – falsidade ideológica, apropriação indébita eleitoral, pela qual o candidato se apropria de recursos destinados ao financiamento eleitoral, e associação criminosa.
 
Na comissão, o ministro negou a existência de candidaturas laranja. "O PSL em Minas Gerais no âmbito de 2018 não teve candidaturas laranjas", afirmou o ministro.
 
Segundo ele, apesar de "aprofundadas", as investigações não encontraram nenhuma "materialidade" contra ele.


Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje