Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 02 de junho de 2020

Câmara Municipal

Vereador questiona eficácia das sindicâncias instauradas pela Prefeitura; líder contesta

16 de outubro de 2019 | 15h 15
Vereador questiona eficácia das sindicâncias instauradas pela Prefeitura; líder contesta
Foto: Reprodução
Durante pronunciamento na sessão ordinária desta quarta-feira (16), o vereador Roberto Tourinho (PV) questionou a eficácia da sindicância instaurada pela Prefeitura de Feira de Santana para apurar a denúncia de assédio sexual feita por uma funcionária terceirizada contra um diretor da Secretaria de Serviços Públicos.
 
“Vou dizer que no Município, nestes últimos dois anos, envolvendo o governo do ex-prefeito José Ronaldo, foram criadas várias sindicâncias para apurar condutas de servidores municipais de Feira de Santana. Alguns envolvidos em atos ilícitos outros com comportamento irregular no exercício da atividade. Sabe o resultado destas sindicâncias? Nada! O governo cria estas sindicâncias para fazer de conta que está apurando os fatos. E não se tem conhecimento da conclusão de nenhuma delas”, afirmou.
 
Tourinho citou uma apuração de fatos na Secretaria de Desenvolvimento Urbano, há alguns anos, “foi instalada uma sindicância, mandada para Procuradoria do Município e, um dos envolvidos, saiu da Secretaria e foi nomeado no gabinete do prefeito, ou seja, aquele que estava sofrendo a sindicância. E a Prefeitura não apurou nada”.
 
O parlamentar desafiou o líder da bancada governista, vereador Marcos Lima (Patriota), a apresentar a conclusão das últimas sindicâncias instauradas pela Prefeitura de Feira de Santana e enviadas a Procuradoria Geral do Município.
 
O vereador e líder da bancada governista, Marcos Lima (Patriota), respondeu aos questionamentos do parlamentar Roberto Tourinho (PV) quanto ao processo de abertura de sindicância pela Prefeitura.
 
Esclarecendo o pronunciamento do edil, Marcos Lima afirmou que a abertura de sindicância é o processo padrão realizado para a apuração do inquérito e que seus resultados ficam acessíveis para qualquer cidadão no diário oficial do município e completou que “sendo comprovada a conduta da pessoa que foi denunciada, o Governo tomará as suas providências”.
 
O parlamentar ainda declarou que o prefeito Colbert Martins é rígido e “já exonerou diretores por muito menos do que isso. Ele não passa a mão pela cabeça, se errou, vai ser punido, vai ser exonerado e afastado do Governo Municipal”.
 
Ainda na tribuna, Marcos Lima repercutiu que a Prefeitura credenciará até o dia 14 de novembro, faculdades interessadas em conceder bolsas de no mínimo 40% de desconto, em cursos de graduação e pós-graduação, para servidores municipais efetivos, comissionados, cooperativados e redas que sejam cadastrados no Número de Inscrição Social (NIS). Ele também divulgou que o Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI) realizou, em apenas oito dias, 482 mamografias, atendendo a demanda alusiva do Outubro Rosa.
 
O edil finalizou mencionando que ontem, ao deslocar temporariamente a sede da Prefeitura para o distrito da Matinha, o prefeito em exercício José Carneiro Rocha deu a ordem de serviço para o início da reforma completa da Escola Creche Crispiniano Ferreira da Silva, que custará R$ 501.860,83.
 


Câmara Municipal LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje