Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 19 de novembro de 2019

André Pomponet

Há 50 anos, Touro era Campeão Baiano

André Pomponet - 11 de outubro de 2019 | 12h 34
Há 50 anos, Touro era Campeão Baiano

Está passando meio despercebido, mas outubro marca os 50 anos do último título de campeão baiano do Fluminense de Feira. Poucos que acompanharam – como testemunhas – aquelas memoráveis jornadas ainda estão vivos. Notícias da época apontam o Touro do Sertão como protagonista de uma campanha brilhante, sob a inspirada condução do atacante Freitas, que marcou o gol do título do tricolor feirense. Vice-campeão no ano anterior, o Fluminense atropelou Bahia e Vitória e se sagrou vencedor por antecipação.

No dia 5 de outubro de 1969 houve rodada dupla na Fonte Nova: o Touro encarou o Vitória e o Bahia, na preliminar, foi pra cima do Flamengo de Ilhéus. Com três pontos de vantagem sobre o tricolor da capital, bastava ao Fluminense vencer o Vitória para assegurar a taça.

Como sempre, a partida foi antecedida por polêmicas. É o que registra o Jornal do Brasil, do Rio de Janeiro, naquela mesma data: “Durante toda a semana que passou os torcedores baianos viveram dias de tensão, principalmente porque um dos dirigentes do Bahia declarou que era intenção do seu clube premiar os jogadores do Vitória”.

A promessa não foi bem recebida pela diretoria rubro-negra, segundo a mesma matéria: “A diretoria do Vitória reagiu prontamente declarando que qualquer jogador que aceitasse o ‘bicho’ oferecido pelo Bahia seria multado em 60% dos seus vencimentos”.

Nem precisou: aos 27 minutos do segundo tempo, Freitas – que, logo na sequência, foi contratado pelo Botafogo carioca graças às suas exibições na competição – marcou o gol da vitória tricolor sobre o rubro-negro da capital. O ataque do time feirense impunha respeito: foram 61 gols em 32 jogos ao longo da competição.

A torcida do Bahia, que permaneceu no estádio após a vitória do tricolor sobre o Flamengo de Ilhéus por 1 a 0, na preliminar, foi forçada a testemunhar o segundo título baiano do Touro do Sertão num intervalo de seis anos. Ironicamente, torcendo pelo arquirrival Vitória, que não conseguiu, sequer, segurar o empate...



André Pomponet LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje