Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, terça, 19 de novembro de 2019

Política

José Carneiro defende Governo Municipal de críticas na saúde

10 de setembro de 2019 | 16h 36
José Carneiro defende Governo Municipal de críticas na saúde

Na sessão ordinária desta terça-feira (10), na Casa da Cidadania, o presidente do Legislativo, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), defendeu os serviços de saúde pública ofertados pelo Município das críticas dos vereadores oposicionistas.

De acordo com o parlamentar, apesar de o setor enfrentar dificuldades em todo o país, é necessário ressaltar os pontos positivos encontrados em Feira de Santana, como a policlínica do Parque Ipê que, segundo José Carneiro, é “verdadeiramente um mini hospital e atende muito bem a população que precisa”.

O edil ainda reconheceu que a reforma do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) foi importante e grandiosa, entretanto, a cidade precisa de um novo hospital. “Nós temos que reconhecer o que era e o que é, mas, isso não nos dá a tranquilidade de dizer que não precisamos de um novo hospital em Feira de Santana. Isso não cala em cobrar do governador o compromisso firmado com Feira de Santana de construir um novo hospital”.

Em aparte, os vereadores José Menezes Santa Rosa (PROS) e Alberto Nery (PT) afirmaram que a construção que ocorreu no Hospital Geral Clériston Andrade não é apenas uma reforma, mas uma ampliação do serviço com a construção de um novo hospital.

De volta com a palavra, José Carneiro declarou não concordar com os edis, e reafirmou a necessidade do Governo Estadual construir um novo hospital geral para atender a população do município.  

Taxas de estacionamentos

 

A cobrança das taxas em estacionamentos também foi abordada pelo vereador José Carneiro, que lamentou a falta de fiscalização e cumprimento das leis já aprovadas na Casa que determinam o fracionamento dos valores de acordo com o tempo utilizado pelo cliente.

“Ultimamente, um cidadão ou cidadã feirense que estaciona o seu veículo em um desses estacionamentos e permaneça por 1 hora e 5 minutos, ele pagará o valor de 1 hora e mais meia hora pelos 5 minutos além daquele horário. O nome disso é crime contra o patrimônio, é ambição, é desrespeito com o usuário.” E completou “temos que encontrar uma forma de fazer com que as leis sejam cumpridas”.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) esclareceu que os vereadores haviam aprovado 10 minutos de tolerância nos estacionamentos, porém, a medida não está sendo cumprida. Edvaldo ainda defendeu que a Casa poderia elaborar um novo fracionamento a fim de que os clientes paguem pelo tempo exato utilizado.

De volta com a palavra, José Carneiro afirmou que irá estudar a possibilidade de um novo projeto com a esperança de que os órgãos fiscalizadores desempenhem o seu trabalho de forma rígida e honesta.

FONTE: Ascom - Câmara Municipal



Política LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje