Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 12 de dezembro de 2019

Brasil

'Não perturbe': em 12 horas, 250 mil pessoas pediram bloqueio de ligações de telemarketing

16 de julho de 2019 | 14h 56
'Não perturbe': em 12 horas, 250 mil pessoas pediram bloqueio de ligações de telemarketing
Foto: Reprodução
Em pouco mais de 12 horas, mais de 247 mil pessoas pediram para não receber mais ligações de telemarketing de empresas de telecomunicação, de acordo com balanço divulgado nesta terça-feira (16) pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil).
 
O cadastro nacional, criado pelas empresas do setor, ficou conhecido como lista de "não perturbe". O site entrou no ar nesta terça.
 
Segundo o Sinditelebrasil, até o início da tarde, 328 mil pessoas já haviam se cadastrado no site. Dessas, 247 mil já solicitaram o bloqueio.
 
O sindicato informou que a plataforma tem recebido, em média, 13 mil acessos simultâneos, com pico superior a 40 mil acessos na parte da manhã.
 
Pouco antes das 14h, o site estava sobrecarregado, o que dificultava a realização de novos cadastros. A mensagem exibida na página era a seguinte: "Devido ao excesso de usuários não foi possível incluir o seu registro, por favor tente novamente".
 
O cadastro foi criado pelas empresas de telecomunicações após determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).
 
Com a ferramenta, o usuário que solicitar o bloqueio deixará de receber ligações de telemarketing das empresas Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo. No momento do cadastro, o consumidor pode escolher se quer bloquear uma ou todas as empresas. A lista não vale para outros serviços, como ligações de bancos.
 
O prazo para o bloqueio das ligações é de 30 dias após a solicitação do cliente. As prestadoras que descumprirem a regra podem ser advertidas ou penalizadas com multas de até R$ 50 milhões.


Brasil LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje