Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, domingo, 18 de agosto de 2019

Bahia

Autor de tentativa de homicídio contra policial após show em Feira já foi identificado

12 de fevereiro de 2019 | 08h 32
Autor de tentativa de homicídio contra policial após show em Feira já foi identificado
Foto: Reprodução

O coordenador regional de Polícia do Interior (1ª Coorpin), delegado Roberto Leal, informou à imprensa na última segunda-feira (11), que o autor da tentativa de homicídio contra um investigador de polícia, já foi identificado. O crime ocorreu, na noite de domingo (10), na Rua Newton Vieira Rique, no bairro São João, após um show que acontecia no estacionamento do Boulevard Shopping.

De acordo com Roberto Leal, as imagens de câmeras de segurança analisadas, mostram o momento em que o policial civil discute com o advogado, por supostamente ter agredido a sua companheira.

“Ele foi ao local, tentou conversar, as imagens do vídeo são muito claras, no sentido de que em momento nenhum o policial fez qualquer tipo de início de agressão. Ele estava portando uma arma de fogo, e depois dessa conversa, ele sai, a outra pessoa consegue se desvincular da companheira, retira a camisa e vai de encontro ao mesmo. Entram em luta corporal, e o policial continua sem querer sacar a arma de fogo a fim de contê-lo. Na verdade a intenção do policial é nítida no vídeo, queria conter o agressor para que ele não agredisse a companheira”, relatou Roberto.

As imagens monstram ainda o policial caindo no chão e recebendo vários socos e pontapés na cabeça, já desacordado.

Um caminhoneiro, que não teve a identidade revelada, estava próximo ao local e tentou afastar a briga, mas o suspeito pega a arma do policial caído e efetua um disparo em direção ao rapaz.

O coordenador regional de polícia ressaltou que estão sendo ouvidas testemunhas, e o acusado deve responder por dupla tentativa de homicídio.

“Um terceiro tentava ajudar, inclusive é nítido no vídeo que ele não tentava agredir a pessoa, ele tentava afastar. Ele dava pequenos chutes na tentativa de afastar, mas a pessoa estava tão transtornada, pegou a arma e efetuou o disparo, então esse indivíduo não vai responder apenas pela tentativa de homicídio contra o policial que foi ao solo, mas também contra o terceiro que tentava socorrê-lo”, pontuou o delegado.

Roberto Leal também informou que imagens do interior da festa serão analisadas, pois há informações de que o agressor teria entrado em luta corporal com outras pessoas ainda durante o evento.

Leal acrescentou que a vítima trabalha na DTE, é um policial experiente, que já tem cerca de vinte anos na polícia civil, com experiência em situações de alto risco.

“Ele soube muito bem conduzir essas situações. Em momento nenhum ele saca a arma, então nós percebemos que as agressões, inclusive se realmente pudesse dizer que foi uma richa, no momento que o policial caiu desfalecido, o agressor teria ido embora, mas não, ele continua as agressões, pegou a arma, atirou em outra pessoa, voltou, apontou a arma para a cabeça do policial, efetuou o disparo, então a gente percebe que a intenção dele era de matar”, argumentou.

O policial foi levado ao hospital e segue internado, estável, mas bastante machucado e ainda será submetido a uma bateria de exames.



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje