Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 24 de janeiro de 2019

Economia

Em novembro, produção industrial sobe 0,1%, segundo IBGE

Da Redação - 08 de janeiro de 2019 | 12h 39
Em novembro, produção industrial sobe 0,1%, segundo IBGE
Foto: Reprodução

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial subiu 0,1 em novembro frente a outubro, na série com ajuste sazonal. Divulgado na manhã desta terça-feira (8), o resultado veio abaixo da mediana estimada por analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, de 0,2%, porém dentro do intervalo previsto, que ia de uma queda de 0,6% a uma alta de 1,4%.

Segundo o Uol Economia, em relação a novembro de 2017, a produção caiu 0,9%. A comparação, sem ajuste, mostra que as estimativas variavam de um recuo de 1,2% a um avanço de 1,4%, com mediana negativa de 0,37%. No ano, a indústria teve alta 1,50%. No acumulado em 12 meses, a produção da indústria acumulou avanço de 1,8%, diz o site.

Conforme os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física, iniciada em 2002 pelo IBGE –, a ligeira alta de 0,1% na produção industrial em novembro frente a outubro interrompeu uma sequência de quatro quedas consecutivas.

O resultado de outubro em relação a setembro foi revisado de uma alta de 0,2% para uma queda de 0,1%. Já de setembro frente a agosto, o recuo foi de 1,7%. Em agosto comparado a julho, houve uma queda de 0,8%. E em julho ante junho, houve queda de 0,2%. De acordo com os cálculos do IBGE, em um período de quatro meses de taxas negativas, a indústria acumulou uma perda de 2,8%.

BENS DE CAPITAL – Segundo o Uol Economia, a produção da indústria de bens de capital registrou queda de 2,7% em novembro frente a outubro. Na comparação com novembro de 2017, o indicador mostrou um avanço de 3,5%. De janeiro a novembro, houve crescimento de 8,2% na produção de bens de capital. No acumulado em 12 meses, a taxa ficou positiva em 8,3%.

Ainda conforme o site, no que diz respeito aos bens de consumo, a pesquisa registrou uma redução de 0,4%, na passagem de outubro para novembro. Já na comparação com novembro de 2017, houve queda de 0,9%. No acumulado do ano, a produção de bens de consumo subiu 1,9%; ao passo que, no acumulado em 12 meses, a alta foi de 2,1%.

No que concerne à categoria de bens de consumo duráveis, o IBGE avalia que o mês de novembro sofreu recuo de 3,4% em comparação com outubro. Em relação a novembro de 2017, houve redução também de 3,4%. Entre os bens semiduráveis e os não duráveis, houve estabilidade na produção (0%) em novembro frente a outubro. Na comparação com novembro de 2018, a produção diminuiu 0,3%.

O IBGE informou ainda que a produção aumentou 0,7% em novembro perante outubro, no que diz respeito a bens intermediários. Já em relação a novembro de 2018, houve queda de 1,4%. Os bens intermediários, por sua vez, tiveram aumento de 0,6%, no acumulado ano. Segundo o Uol Economia, em 12 meses, houve elevação de 0,9% na produção. E o índice de Média Móvel Trimestral da indústria registrou queda de 0,6% em novembro.



Economia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje