Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 22 de novembro de 2019

Esporte

Centro Pan-Americano de Judô recebe III Etapa do Circuito Baiano

22 de maio de 2015 | 15h 24
Centro Pan-Americano de Judô recebe III Etapa do Circuito Baiano

A Federação Baiana de Judô (Febaju) realiza neste sábado (23), no Centro Pan-Americano de Judô (CPJ), em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), a III Etapa do Circuito Baiano da modalidade. Em paralelo, acontecem os campeonatos baianos sub-13 e sub-15, que vão definir os representantes do estado nos campeonatos brasileiros das duas faixas etárias.

O Brasileiro sub-15 acontece em agosto, na cidade de Cuiabá (MT), e 15 vagas estão em disputa, sendo oito no masculino e sete no feminino. O sub-13 será sediado na Bahia em setembro e, por isso, os judocas locais terão vaga em todos os pesos no masculino e feminino, totalizando 16 atletas. Apenas os campeões baianos de cada categoria representam a Bahia nos brasileiros.

Para este evento estão inscritos 575 judocas, sendo 387 na III Etapa do Circuito Baiano, 81 atletas no sub-13 e 107 competidores no sub-15. Entre eles, Jaqueline Santos, 13 anos, campeã dos brasileiros regionais de 2013 e 2014 no sub-13, campeã brasileira e terceira colocada no Pan-Americano em 2014, na categoria ligeiro, para atletas com menos de 40 quilos.

Este ano, na sua estreia como sub-15, Jaqueline conseguiu o bronze no regional disputado no CPJ, mas seu técnico, Luiz Sant’Anna, acredita que ela tem chances de buscar uma medalha no brasileiro em Cuiabá.

Antes, porém, precisa confirmar a vaga no campeonato baiano. “Toda transição de uma faixa etária para outra exige um tempo de adaptação e, no Judô, não podemos apontar favoritos, porque um único movimento pode decidir a luta. Mas acredito na vaga e que ela pode trazer medalha do brasileiro”, diz o treinador, argumentando a vitória de Jaqueline nas duas primeiras etapas do Circuito Baiano sub-15, este ano.

O presidente da Febaju, Marcelo Ornelas, enxerga nos atletas do sub-13 e do sub-15 a possibilidade de consolidação do grande salto pretendido e planejado pela federação para o Judô baiano. “Nós estamos buscando a qualificação e a excelência na preparação dos nossos judocas e pretendemos ver os atletas sub-13 e sub-15 de hoje representando a Bahia na seleção principal e até na Olimpíada de 2020, em Tóquio. Eles serão o cartão de visitas do novo Judô baiano e a motivação para as gerações que virão na sequência”. Ele disse que deve anunciar ainda este ano novas parcerias para transformar o CPJ num pólo de desenvolvimento do judô no estado.

FONTE: Secom.Ba



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje