Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 21 de setembro de 2018

Câmara Municipal

Vereadores repercutem aumento no índice de criminalidade em Feira

Roberta Costa - 18 de junho de 2018 | 17h 04
Vereadores repercutem aumento no índice de criminalidade em Feira
Foto: Reprodução
Na manhã desta segunda-feira (18), vereadores feirenses utilizaram o tempo na Tribuna da Câmara Municipal, para falar sobre o aumento no número de homicídios de Feira de Santana.
 
O vereador Marcos Lima (PRP), pediu que a Casa crie uma comissão de vereadores para “que procurem informações, junto ao coronel da PM, sobre as ações empregadas pela PM para conter a violência em nossa cidade”.
 
Segundo ele, enquanto policiais militares fazem blitze no centro da cidade para fiscalizar placa de veículos e IPVAs, enquanto isso, pessoas estão morrendo dentro dos bairros. 
 
“A criminalidade está nos bairros e a polícia sabe quais são. As ações aqui em Feira são no centro da cidade, apreendendo veículos e criando congestionamentos”, criticoy.
 
De acordo com o petista Alberto Nery, as blitze são essenciais para conter o tráfico de drogas na cidade. 
 
“Não é a polícia que vai conter a violência, isso só irá acontecer quando as famílias ensinarem seus filhos a andarem no caminho certo. O correto é fechar as fronteiras para evitar que bandidos tenham acesso a armamentos pesados”.
 
De acordo com o líder do governo, Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM), o governador Rui Costa (PT), não trata a segurança como prioridade.
 
“vivemos em um verdadeiro bang-bang. Isso tem que mudar, pois segurança é um dever do Estado”.
 
O vereador Cadmiel Pereira (PSC), também falou do tema.
 
“19 vidas foram ceifadas em um só fim de semana. O que o Governo do Estado tem feito para reverter essa situação? É inacreditável, em dez anos o índice de homicídios aumentou em 87% no Estado da Bahia. Onde vamos parar? Os agentes da Policia Militar lutam constantemente contra o crime e, mesmo assim, são mortos. O Estado não lhes garante nada. Nós estamos a mercê da violência. É lamentável vê aonde chegamos”.
 
O edil João Bililiu (PPS) cobrou providências por parte do Governo do Estado no sentido de combater a criminalidade e devolver a sensação de segurança à população baiana. 
 
O vereador Zé Filé (PROS), ao discursar na tribuna da Casa alertou as famílias para a necessidade de orientação das crianças e jovens visando a conscientização sobre os riscos de envolvimento com a criminalidade. 
 
“Estou triste com o que está acontecendo em nossa cidade, reflexo da falta de políticas públicas na Bahia e no Brasil. Precisamos cuidar do nosso povo e entender que política pública de segurança começa em casa com orientação dos nossos filhos e netos para protege-los e mantê-los distantes da criminalidade”.
 
Policial morto - Os vereadores também se solidarizaram com o soldado Wagner Souza de Araújo, assassinado na madrugada do último sábado (16).
 
“O problema da violência vai muito além de investimentos para a área da segurança pública. Esse combate tem que começar no seio da família. Quero lamentar a violência crescente não apenas em nosso Estado, mas em todo o país”, disse Nery.
 
Cadmiel acrescentou que “com esse assassinato fica uma jovem esposa, uma criança e uma bebê. A família está destruída pelo desamor. Que os familiares de Wagner recebem o abraço desta Casa e o consolo necessário. Este fato atinge familiares de outros policiais assassinados. Homicídios e latrocínios não pode mais permear pela sociedade. É preciso combater a morte de jovens negros e pobres da periferia”.


Câmara Municipal LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje