Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 22 de novembro de 2019

Esporte

Bahia vence Luverdense e avança na Copa do Brasil

21 de maio de 2015 | 09h 11

O tricolor venceu o time do Mato Grosso por 3 a 1

Bahia vence Luverdense e avança na Copa do Brasil
Disputa Bahia x Luverdense pela segunda fase da Copa do Brasil

Desde o início, era um jogo tranquilo, mas um gol olímpico tornou perigosa a situação do Bahia na noite desta quarta-feira, 20, na Arena Fonte Nova, pela Copa do Brasil. O Luverdense ficou a um gol da vaga à terceira fase, o que trouxe uma tensão antes inimaginável. Só nos acréscimos, o Tricolor respirou aliviado e classificado com o triunfo por 3 a 1.

No Mato Grosso, havia sido 0 a 0. Ou seja, um empate com gols tiraria o Tricolor em Salvador. Em 2013, clube mato-grossense, fundado há somente 11 anos, havia despachado o Bahia nesta mesma etapa. Mas a festa foi completa ontem, com direito a comemoração pela queda do arquirrival Vitória na véspera.

Na próxima fase, o Bahia enfrentará o paraense Paysandu. O próximo jogo, porém, é sábado, às 21h, contra o CRB em Maceió, pela Série B.

O jogo

Com pontapé inicial às 22h, repetidas chuvaradas e transmissão televisiva, menos de 5 mil espectadores presenciaram o reencontro do Bahia com sua torcida desde o título estadual, 17 dias antes.

O técnico tricolor Sérgio Soares, que já não contava com o artilheiro Kieza, perdeu o atacante Maxi Biancucchi e o polivalente Bruno Paulista, também  machucados.

O meia Tiago Real foi adiantado e teve mais liberdade para atacar. Rômulo, em contrapartida, não apareceu.

Logo aos 15 segundos, o Tricolor levou perigo ao Alviverde. As chances se sucediam. Aos 14 minutos, num contragolpe, Souza tocou para Léo Gamalho cortar um adversário na área e abrir a contagem.

Não foi preciso pressionar para marcar o segundo gol. Tiago Real bateu de fora da área, aproveitando que o goleiro Edson Kölln estava adiantado, aos 26.

O sufoco do Luverdense diminuiu no segundo tempo, apesar de mais chances desperdiçadas.

O conforto tricolor só acabou aos 15 minutos, com o gol do lateral esquerdo Paulinho, em cobrança de escanteio que surpreendeu o goleiro Douglas Pires.

Surgiram vaias, sinais de nervosismo, precipitação, porém o Bahia manteve seu domínio, enquanto os visitantes não mostravam força para buscar o gol que lhes faltava. Aos 45, Willians Santana, vaiado ao substituir Rômulo, foi lançado em contra-ataque, driblou o goleiro e selou a classificação.

FONTE: A Tarde



Esporte LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje