Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sábado, 26 de maio de 2018

Valdomiro Silva

Bahia venceu com justiça, é favorito, mas enfrentará um Vitória "irado" no domingo

03 de abril de 2018 | 23h 43
Bahia venceu com justiça, é favorito, mas enfrentará um Vitória
Mais inteiro (sofreu menos desfalques que o rival, no vexatório Ba-Vi da fase classificatória) e apresentando nos últimos jogos um futebol mais consistente, o Bahia é favorito ao título estadual, após o triunfo obtido na primeira partida da decisão, 2x1, na Fonte Nova. Claro, a  finalíssima, que acontece domingo, no Barradão, está aberta, pois na Fonte Nova o tricolor venceu por apenas um gol de diferença e ao rubo-negro basta ganhar a partida por qualquer que seja o escore. 
 
No jogo passado, o triunfo foi justo. O time da casa procurou mais o gol, foi bem mais ofensivo e criou maior número de chances. As reclamações da torcida do Vitória são normais, em vista a polêmica de alguns lances, mas ao meu ver a arbitragem acertou em todos eles. Portanto, o resultado foi limpo. 
 
O primeiro gol, que alegou-se impedimento, nem mesmo a televisão com seus recursos pôde acusar irregularidade no replay após a jogada; Fernando Miguel, o goleiro rubro-negro, foi imprudente e até infantil, ao dar o carrinho no atacante do Bahia dentro da área, em jogada que não iria dar em nada, mas resultou em pênalti; e Douglas, o inseguro goleiro tricolor, defendeu a bola com o braço fora de sua área, verdade, em chute de Neilton, mas involuntariamente e merecia mesmo o cartão amarelo, como lhe foi aplicado, não o vermelho.
 
Se a torcida do Bahia fez uma linda festa na suprfaturada Arena Fonte Nova, a do Vitória não fará por menos, no Barradão, domingo. Embora leve a campo o favoritismo, ao time do Fazendão, um alerta: não deverá ser nada fácil sair deste segundo confronto com o troféu nas mãos. O adversário, empurrado por mais de 30 mil vozes, exigirá, e muito. Será uma batalha muito difícil para ambas equipes e o resultado pode ser definido no que os futebolistas chamam de "detalhes", ou seja, nos pequenos erros que um ofereça ao outro.
 
Esperamos todos que os atletas mais uma vez saibam se comportar, como fizeram domingo, na Fonte Nova. E que ao final da partida não tenhamos mais que os cumprimentos dos perdedores aos campeões, como manda a cartilha dos bons costumes e o mundo civilizado.


Valdomiro Silva LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje