Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quinta, 06 de agosto de 2020

Bahia

Rui anuncia parcerias para pesquisas voltadas à cafeicultura

11 de maio de 2015 | 11h 22
Rui anuncia parcerias para pesquisas voltadas à cafeicultura
A novidade foi anunciada pelo governador durante a abertura do 16° Simpósio Nacional do Agronegócio Café

Os cafeicultores baianos vão contar, para melhorar sua produção, com pesquisas realizadas em parceria entre a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), universidades baianas e a Empresa Brasileira de Pesquisas (Embrapa). A novidade foi anunciada pelo governador Rui Costa, na manhã desta segunda-feira (11), durante a abertura do 16° Simpósio Nacional do Agronegócio Café, que será realizado até esta quarta (13), no Othon Palace Hotel, no bairro de Ondina, em Salvador.

Rui avalia que a produção de café é extremamente importante na Bahia e afirma que o Estado está trabalhando para que cresça em várias regiões e municípios. “Estamos fazendo parcerias com a associação de produtores e também para incentivar a pesquisa em nosso estado". Segundo ele, a intenção é a que a Secretaria de Ciência e Tecnologia e Inovação busque parceria junto aos diversos produtores, incentivando as universidades a desenvolverem pesquisas junto à Embraba, para aperfeiçoar a tecnologia da produção de café na Bahia.

Obras estruturantes

Ainda de acordo com o governador, o Estado está apostando também em obras estruturantes para reduzir os efeitos da seca sobre a cultura do café. “Temos investimentos em grandes barragens e adutoras e também projetos capilares, com sistemas menores, como barragens suberrâneas e pequenos barramentos, proporcionando água para os pequenos produtores. A ideia é aumentar a capilaridade destes investimentos, amenizando a falta de distribuição de água ao longo do ano”. 

Para Rui Costa, é importante que além do Estado, os municípios também façam a sua parte, apoiando os pequenos produtores. “Cada município, somado ao Governo do Estado, deve procurar cada associação de produtores do café, algodão, milho, buscando também assistência técnica e articulando a produção. Nós temos que cuidar dos serviços públicos, mas também é função da prefeitura e do governo apoiar a produção, dando autonomia de renda às famílias e melhorando o perfil financeiro de cada município”.



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje