Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 10 de agosto de 2020

Bahia

Chuvas do fim de semana provocam mais deslizamentos em Candeias

11 de maio de 2015 | 09h 02

A Defesa Civil continua em regime de plantão para prevenir tragédias e auxiliar nos casos de acidentes e incidentes

Chuvas do fim de semana provocam mais deslizamentos em Candeias
Desta vez, o bairro de Santa Clara foi o mais afetado

A noite chuvosa de sexta-feira (8) para sábado (9) provocou mais deslizamentos de terra no município de Candeias, a 46 quilômetros da capital baiana. Desta vez, o bairro de Santa Clara foi o mais afetado, pois a localidade já tinha recebido grande volume de água nas primeiras ocorrências de abril. Uma moradora teve a sua casa atingida por um grande volume de terra. Não houve registo de feridos.

Para o coordenador da Defesa Civil de Candeias, Erivaldo Azevedo, o problema se agrava em algumas localidades em consequência dos efeitos das primeiras chuvas. Apesar do trabalho constante e diuturno da equipe da Defesa Civil em prevenção com bloqueios de vias, interdições de imóveis e coberturas de terras, o coordenador explica que medidas de reparação precisam ser tomadas, como a construção de contenções das áreas de risco, cujos recursos o prefeito Sargento Francisco já havia solicitado ao Ministério da Integração Nacional no mês de abril e cobrado novamente em sua última visita a Brasília na semana passada.

A Defesa Civil de Candeias está levantando os dados das chuvas na última noite, sábado (9) para domingo (10), a fim de avaliar os danos.

Relembre

Desde a segunda semana do mês de abril, o município de Candeias vem sofrendo com fortes chuvas que não ocorrem com um equilíbrio diário, mas caem em ritmo intenso e constante em períodos de dois dias seguidos ou mais, o que faz com que os danos surjam de forma mais rápida.

No dia 12 de abril, o prefeito de Candeias decretou situação de emergência na cidade e no dia 17 de abril o governador Rui Costa reconheceu os danos e decretou a mesma situação para as cidades de Candeias e Santo Amaro da Purificação no nível estadual. Através desses decretos, os municípios puderam solicitar recursos do Ministério da Integração Nacional e do Ministério das Cidades para restabelecimento da normalidade, prevenção de novos danos e apoio aos afetados.

Em 15 de abril, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social (Sedas) estabeleceu a concessão de auxílio emergencial destinado à provisão de meios de subsistência aos desabrigados e desalojados em decorrência das recentes chuvas, através do Decreto nº 18/2015, para beneficiar aqueles que perderam suas casas ou que tiveram suas residências condenadas por risco de desabamento devido às recentes chuvas. O valor do benefício é de R$ 250,00 destinado a auxiliar nas despesas da condição de desabrigado, sendo concedido de acordo com critérios expressos no Decreto nº 18/2015.

Com uma população de cerca de 90 mil habitantes (IBGE/2014), estima-se que mais de 300 casas foram afetadas de forma direta ou indireta por deslizamentos de terra. Devido ao elevado número e à topografia acidentada da cidade, a Defesa Civil está trabalhando em regime de plantão para prevenir tragédias e auxiliar nos casos de acidentes e incidentes.



Bahia LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje