Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, segunda, 28 de setembro de 2020

Segurança

Estatística mostra que não houve agressão grave no primeiro dia da Micareta 2015

24 de abril de 2015 | 16h 12

A avaliação foi feita pela Coordenação de Estatísticas da Polícia Civil da Bahia

Estatística mostra que não houve agressão grave no primeiro dia da Micareta 2015

O primeiro dia oficial da Micareta 2015, entre as 8h da manhã de quinta-feira (23) e 8h da manhã desta sexta-feira (24), foi marcado pela tranquilidade, sem nenhum caso de ocorrência grave. A avaliação foi feita pela Coordenação de Estatísticas da Polícia Civil da Bahia durante reunião de avaliação realizada hoje no auditório do 1º Batalhão da Polícia Militar. Participaram da reunião, comandantes do Corpo de Bombeiros, CPRL (Comando de Policiamento Regional Leste), Seprev (Secretaria Municipal de Prevenção à Violência), SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) e Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com os dados apresentados pela delegada Maria da Paixão, que é coordenadora de estatísticas da Polícia Civil da Bahia, não houve, no primeiro dia de Micareta, nenhuma tentativa de homicídio ou caso grave de lesões corporais. Mas ela ressaltou que alguns fatos relevantes relacionados a festa foram registrados, principalmente apreensão de drogas.

Em abordagens diversas, foram apreendidos 15 cigarros, três buchas e duas trouxinhas de maconha; 16 papelotes, 10 trouxinhas, 14 petecas e uma porção de cocaína; 10 frascos de lança perfume e dois de cheirinho de loló, além de oito pedras de crack.

A estatística também incluiu como fato relevante, a detenção de agentes especiais durante a Micareta.Segundo a delegada Maria da Paixão, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência para 10 agentes, que faziam, de acordo com a polícia, um trabalho clandestino de segurança.

Na opinião do Coronel Adelmário Xavier, comandante do CPRL, os números apresentados na reunião foram positivos. “Nós tivemos redução em tudo e estabilidade em quase tudo. Apenas o aumento em vias de fato, que são desentendimentos naturais em quem está fazendo uso de bebidas alcoólicas ou drogas”, afirmou o comandante. Segundo ele, houve um aumento significativo no número de conduções.

O major Paulo Carvalho, que é coordenador de operações especiais do CPRL, observa que é necessário se fazer pequenos ajustes no policiamento nesses três últimos dias de Micareta. “São ajustes com relação ao isolamento do circuito para segurança do acesso do folião, ajustes com relação a instalação de alguns equipamentos para lançamento e trabalho de dados estatísticos, além de questões relacionadas a relocação de tropas”, afirmou.

O secretário de Transportes e Trânsito, Ebenezer Tuy, disse que algumas ações estão sendo feitas para trazer tranquilidade às pessoas que vão participar da festa. “Na quinta fizemos uma grande operação no centro da cidade e no entorno da Micareta e removemos diversos carros e motos, que estavam irregulares. Além disso, havia condutores que não tinham habilitação”, informou.

FONTE: Acorda Cidade



Segurança LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje