Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 01 de abril de 2020

Saúde

Cresce número de homens que buscam acompanhamento médico no CMPC

09 de abril de 2015 | 16h 04

Cresce também número de casos confirmados de câncer de próstata

Cresce número de homens que buscam acompanhamento médico no CMPC
Cresce também número de casos confirmados de câncer de próstata
Nos dois primeiros meses deste ano, o Centro Municipal de Prevenção ao Câncer Romilda Maltez (CMPC) registrou 17 novos casos confirmados de câncer de próstata. Embora os números sejam considerados elevados, demonstram que os homens estão mais conscientes em buscar os serviços para a promoção da saúde e prevenção de doenças.
 
Ações que despertam a atenção de homens, bem como das mulheres, como os movimentos Novembro Azul e Outubro Rosa, respectivamente, além de outras mobilizações promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde e Fundação Hospitalar de Feira de Santana, têm obtido resultados positivos.
 
Em janeiro, além dos 12 casos confirmados de câncer de próstata, foram diagnosticados um caso de câncer de mama, dois de colo uterino e três da tireóide, enquanto que em fevereiro foram cinco casos confirmados de próstata. Não teve diagnóstico positivo para câncer de mama, do colo uterino ou da tireóide.  
 
“Os números elevados de homens diagnosticados com a doença na próstata mostram que a procura pelos serviços também aumentaram”, observa a enfermeira do CMPC, Tâmara Lima. Os homens atendidos são submetidos a consultas, exames de laboratório, de toque e, em alguns casos quando há necessidade, encaminhados para biopsia da próstata.
 
TRATAMENTO
 
“Depois que recebem o diagnóstico da doença, os pacientes - no caso dos homens - passam por consultas com o urologista e oncologista da unidade e são encaminhados para tratamento na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon)”, afirma.
 
Antes, passam pelo atendimento do psicólogo e assistente social, no próprio CMPC. “O primeiro momento é sempre impactante diante do resultado positivo. Com isso, é feito um trabalho de esclarecimento para que o paciente enfrente a doença com outro olhar, focando não nela, mas na sua cura”, afirma a psicóloga Ana Regina Gonçalves.


Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje