Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, quarta, 01 de abril de 2020

Saúde

Show de solidariedade promove cadastro de doadores de medula

27 de março de 2015 | 08h 16
Show de solidariedade promove cadastro de doadores de medula
No dia 29 o Hemoba terá estrutura montada no Espaço Marcus Moraes

No próximo domingo, 29 de março, às 15 horas, será realizado o Show da Solidariedadecom a cantora Márcia Porto e convidados. Artistas como Guimeo, Paula Sunfer, Bruninho de Lucca, Carlos Silva e Galeguinho SPA já confirmaram a presença. O evento acontecerá no Espaço Cultural Marcus Moraes, com objetivo de encerrar as atividades que marcaram a campanha Março Lilás, mês da conscientização para doação de medula óssea, realizada pelo Grupo Doar Muda o Mundo. A HEMOBA estará de plantão durante todo o dia, das 9 às 17h, para fazer o cadastramento dos doadores.

O Grupo Doar Muda o Mundo promoveu várias atividades durante o mês de março, visando sensibilizar a população e incentivar a doação de medula óssea. O slogan “Você não precisa ter superpoderes para salvar vidas” é bem forte e reforça a ideia que qualquer pessoa, entre 18 e 54 anos de idade e com saúde, pode ser um potencial doador e um super-herói na vida de alguém.

A expectativa do grupo é conseguir cadastrar em Feira de Santana, no mínimo duas mil pessoas em 2015, no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea-REDOME e com isso aumentar as chances de encontrar doador compatível para as pessoas que estão doentes à espera de um transplante. “As pessoas são muito solidárias. Muitas vezes falta informação e conhecimento sobre o assunto”, explicou Felipe Farias, um dos voluntários do grupo que realiza palestras educativas em escolas, empresas e associações.

 

O AGRADECIMENTO DE UM GUERREIRO

            O Grupo DOAR MUDA O MUNDO foi criado quando, há cerca de seis meses, Ricardo Souza Andrade, Ricky, como é carinhosamente chamado pelos amigos e familiares, 39 anos, casado, descobriu que estava com Leucemia Linfoide Aguda, um tipo bastante agressivo da doença. Ele começou o tratamento em Salvador, no Hospital São Rafael dia 24 de agosto de 2014. Em fevereiro, após passar por seis ciclos intensos de quimioterapia, Ricardo encontrou um doador 100% compatível. Já realizou todos os exames e no início de abril irá para São Paulo, onde fará o transplante de medula óssea.  Essa é a única esperança de cura para Ricky e para muitos portadores de leucemias e outras doenças no sangue, como Mieloma Múltiplo e Linfomas, Síndrome Mielodisplásica,Anemia Aplástica Severa e Imunodeficiências.

            Ricardo vai participar do SHOW DA SOLIDARIEDADE. Virá de Salvador, para agradecer o milagre de ter encontrado um doador desconhecido e tão generoso e a todas as pessoas que estão envolvidas nesse processo para promover o cadastro de doadores de medula óssea e assim aumentar a chance de quem busca uma medula 100% compatível. “Quero comemorar e dividir com todos a minha alegria por estar vivo e pelo encontro de alguém com um DNA 100% igual ao meu, que vai salvar a minha vida”, declarou Ricky. Ele espera que sua presença seja um incentivo para que um número maior de pessoas efetive o cadastro e possam salvar outras vidas.

           

 

VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA

Você já pensou na possibilidade de salvar uma vida? Para isso é preciso apenas ter boa vontade e ser solidário. Pense na diferença que você pode fazer, pois enquanto lê este texto, milhares de pessoas estão sofrendo em leitos de hospitais à espera do seu par perfeito, uma medula compatível. Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente será a diferença entre a vida e a morte.

Para ser um doador é necessário se cadastrar no REDOME, quetem hoje 3,3 milhões de voluntários cadastrados no banco de medula no Brasil— o que corresponde a 1,66% da população.  Atualmente, mais de duas mil pessoas no país aguardam por um doador compatível. A saga de quem busca uma medula nova para sobreviver é dura e metade dos pacientes morre no aguardo do transplante. A espera é angustiante. Cada hora, cada dia, cada semana de vida pode ser a última.

Não esqueça: No dia 29, a HEMOBA estará em estrutura montada no Espaço Cultural Marcus Moraes para coletar uma amostra de sangue de 5ml pra realizaçãodos testes preliminares que vão determinar as características genéticas do doador, através do exame de histocompatibilidade (HLA). No local o voluntário também preenche um formulário com seus dados pessoais. Os dados e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza um cruzamento com dados dos pacientes que estão à espera de transplante. Em caso de compatibilidade, o doador é então chamado para exames complementares, avaliação clínica e para doação.



Saúde LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje