Tribuna Feirense

  • Facebook
  • Twiiter
  • 55 75 99801 5659
  • Feira de Santana, sexta, 25 de setembro de 2020

Geral

Procurador diz que corrupção diminuirá quando corruptor perceber punição

18 de março de 2015 | 09h 30
Procurador diz que corrupção diminuirá quando corruptor perceber punição
O Procurador da República José Alfredo de Paula Silva fez uma reflexão sobre os atuais problemas de corrupção que envolvem o Brasil, sobretudo na área eleitoral

Ao narrar o seu percurso na carreira jurídica durante discurso realizado na Sala de Sessões do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) na tarde de ontem (16/3), após ser condecorado com a Medalha do Mérito Eleitoral com Palma, o Procurador da República José Alfredo de Paula Silva fez uma reflexão sobre os atuais problemas de corrupção que envolvem o Brasil, sobretudo na área eleitoral.

José Alfredo, que é ex-Procurador Regional Eleitoral, destacou que no campo eleitoral o candidato trabalha em uma lógica de custo/benefício, testando os limites da lei, já que sua meta é ganhar a eleição. “O fenômeno da corrupção em sentido amplo só alcançará níveis aceitáveis quando o autor do fato tiver a percepção que há uma chance real de ser punido”, vaticinou o mandatário.

O Procurador da República defendeu, ainda, julgamentos rigorosos por parte dos Tribunais Regionais, pois, assim, os políticos seguiriam as posições locais e não arriscariam a cassação de seus mandatos apostando na reversão das decisões após recorrerem no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Isso é muito importante”, concluiu.  

Durante a solenidade, o Presidente do TRE-BA, Desembargador Lourival Trindade, destacou a forte atuação de José Alfredo no período em que esteve à frente da Procuradoria Eleitoral: “Dou a Vossa Excelência meu particular testemunho, o de que nunca se mostrou justiceiro, querendo castigar pela simples inclinação de castigar. A sua vocação era a de buscar a mais lídima justiça”.



Geral LEIA TAMBÉM

Charge da Semana

CHARGE DO BOREGA

As mais lidas hoje